segunda-feira, 27 de abril de 2015

Daniel Carvalho assina com Botafogo e deve estrear contra Capivariano


Jogador precisa ter nome inscrito na CBF até esta terça-feira para ter condições de estrear na partida desta quarta, pela Copa do Brasil



Botafogo trabalha para ter o jogador liberado já nesta
 quarta-feira (Foto: Antonio Scorza / Agência O Globo)
Na tarde desta segunda-feira Daniel Carvalho assinou contrato com o Botafogo. O meia de 32 anos firmou vínculo que vai até dezembro. Imediatamente após a formalização, o clube encaminhou toda a documentação à CBF e, por isso, existe a expectativa de que o jogador esteja regularizado a tempo de enfrentar o Capivariano, nesta quarta-feira, pela segunda fase da Copa do Brasil.

- O Daniel já assinou e logo mandamos a documentação para a CBF. Acho que ainda nesta segunda-feira o nome dele vai constar no BID, então não haverá problema para que ele possa jogar na quarta-feira - explicou o diretor de futebol do Botafogo, Antônio Lopes.

Daniel Carvalho participou do treino tático realizado na manhã desta segunda-feira, no campo anexo do Estádio Nilton Santos. Na segunda parte da atividade o meia atuou entre os titulares. O técnico René Simões terá a atividade desta terça-feira para decidir se o jogador estreia atuando desde o início ou se começa no banco de reservas contra o Capivariano. De acordo com o regulamento da Copa do Brasil, o atleta tem condição de jogo se for regularizado até um dia antes da partida.

Decidido a retomar a carreira no futebol de campo por causa do pedido do filho João Paulo, de 7 anos, Daniel Carvalho treinou algumas semanas no América do Rio no início do ano. Em fevereiro, por meio de amigos em comum, teve atendido o pedido de usar as instalações do Botafogo para retomar a forma física e técnica, sem qualquer compromisso. A perda de peso e a evolução em outros índices de desempenho - além da qualidade técnica - fizeram a comissão técnica alvinegra buscar sua contratação.

Revelado pelo Internacional e campeão mundial sub-20 com o Brasil, em 2003, Daniel Carvalho chegou a ser presença frequente na Seleção na primeira passagem de Dunga. O jogador foi eleito o melhor em campo na final da Copa da Uefa de 2005, quando o CSKA da Rússia foi campeão vencendo o Sporting, de Portugal. O meia, entretanto, não conseguiu manter o alto nível e retornou ao Brasil atuando novamente por Internacional, Atlético-MG e Palmeiras. Em algumas ocasiões, passou a ser mais assunto por sua briga contra a balança do que pelo futebol. Seu último clube havia sido o Criciúma, em 2013. Em outubro daquele ano anunciou que deixaria o futebol de campo para atuar por seu clube de futsal, o DC de Pelotas (RS), sua cidade natal.

Outro jogador recentemente contratado, Pedro Rosa ainda não estará à disposição do técnico René Simões. O lateral-esquerdo, que disputou o Carioca pelo Volta Redonda, ainda precisa fazer um exame médico e por isso ainda não assinou contrato.

Por Gustavo Rotstein Rio de Janeiro/GE