sábado, 25 de abril de 2015

Em dia de treino fechado, Bill vai a campo mas segue como dúvida


Jobson é mais uma vez liberado de treinamento, e Gilberto diz que atividade sem presença da imprensa é importante



Numa estratégia até então inutilizada ao longo de toda a atual temporada, o Botafogo realizou um treino fechado na manhã deste sábado, no Estádio Nilton Santos. Até então, a comissão técnica havia fechado somente a primeira parte do treino, mas na véspera da primeira partida da final contra o Vasco, a imprensa não teve acesso a qualquer imagem da atividade comandada por René Simões. O centroavante Bill foi a campo e está relacionado para a concentração, mas, como ainda se recupera de uma torção no tornozelo, segue como dúvida.

Treino Botafogo Bill (Foto: Igor Rodrigues)

Jobson foi novamente liberado do treino neste sábado. O atacante, que está suspenso preventivamente por acusação de ter se recusado a fazer exame antidoping quando defendia a o Al Ittihad, da Arábia Saudita, continua preservado pelo Botafogo. Rodrigo Pimpão será mantido ao lado de Bill. Caso o camisa 9 não tenha condição, Henrique aparece como um dos candidatos, assim como Sassá.

Ao longo da semana, René Simões não fez mistério para montar a equipe que enfrenta o Vasco. O time base foi Renan, Gilberto, Renan Fonseca, Diego Giaretta e Carleto; Marcelo Mattos, Willian Arão, Fernandes e Gegê; Rodrigo Pimpão e Henrique. Neste sábado, a opção foi por um treino totalmente fechado à imprensa, o qual o lateral-direito Gilberto considerou válido.

- Na véspera do jogo não pode desgastar muito, mas é preciso fazer coisas importantes para lembrar na hora. Antes de clássico é um costume fechar o treino. Tem a sua importância, porque trabalhamos algumas coisas que precisam ser feitas no jogo - disse.

Por Gustavo Rotstein Rio de Janeiro/GE