sábado, 25 de abril de 2015

Em jogo de tempos distintos, Fla e Bota empatam na final da Taça GB


Equipes decidem título no próximo sábado, às 15h, na Gávea, e Rubro-Negro necessita apenas de um empate para conquistar o caneco




A decisão sub-20 começou neste sábado (Foto: Chandy Teixeira)
Botafogo e Flamengo empataram em 2 a 2 no primeiro jogo da decisão da Taça Guanabara Sub-20, disputado neste sábado, no Engenhão. Após uma etapa inicial muito fraca, rubro-negros e alvinegros protagonizaram um segundo tempo eletrizante. Lima e Vinícius Tanque anotaram para o Glorioso, enquanto Cafú e Thiago Santos marcaram os gols do Fla.

A exemplo do que ocorre na decisão entre os profissionais, o melhor colocado na Taça Guanabara antes das fases de mata-mata tem a vantagem dos dois empates. Assim, o Flamengo joga por um empate no próximo sábado, às 15h, na Gávea, para levantar o caneco. A diferença em relação à categoria principal é que não houve finais da Taça GB, e o critério anteriormente citado será aplicado nas partidas que apontarão o Campeão Carioca. Nos juniores, ainda haverá a disputa da Taça Rio, que indicará o outro finalista da competição;

Disposição os times mostraram desde o início do jogo. Mas o primeiro tempo não reservou grandes emoções aos espectadores que compareceram ao Nilton Santos. O Botafogo levou mais perigo. Lima, Leandro e Tanque movimentavam-se bem, e Moraes animou a torcida alvinegra quando recebeu uma falta quase em cima da linha da grande área - nenhuma jogada de muito perigo, porém. Enquanto isso, o Rubro-Negro apostava na parceria Matheus Sávio e Jajá. Eles, porém, também não conseguiram levar grandes sustos ao adversário.

Se a etapa inicial foi morna, a segunda começou sem tempo para desatenções. Logo aos quatro minutos, Lima subiu por trás da zaga rubro-negra para aproveitar cruzamento da direita e abrir o placar. Os jogadores alvinegros não tiveram muito tempo para comemorar. Cinco minutos depois, o gol de empate do Flamengo - em um lance parecido, mas desta vez da esquerda: Cafú aproveitou a brecha na defesa para deixar tudo igual. O Rubro-Negro cresceu demais na partida, dando muito trabalho a Saulo. Aos 39, conseguiu a virada. Thiago Santos, aproveitando-se de falha infantil de Emerson, marcou. Já nos acréscimos, quando tudo se encaminhava para a vitória flamenguista, Vinícius Tanque fez jus ao apelido e, como um autêntico centroavante, subiu mais que todos para empatar e dar números finais ao duelo.

Por GloboEsporte.com Rio de Janeiro/GE
R