sábado, 16 de maio de 2015

Nilton Santos aprovaria: Bota goleia CRB em dia de homenagem ao ídolo


Alvinegro mantém invencibilidade no estádio que leva o nome do lateral-esquerdo, que completaria 90 anos se estivesse vivo. Cariocas têm 100% na Série B



A homenagem a Nilton Santos foi completa e serviu de inspiração para o Botafogo chegar ao seu segundo triunfo na Série B. No dia em que um dos maiores ídolos alvinegros completaria 90 anos, o Alvinegro fez bonito antes e durante a partida deste sábado, goleando o CRB por 4 a 1 no estádio que agora leva o nome do ex-lateral. No palco, por sinal, os cariocas têm 100% de aproveitamento no ano, com 10 vitórias em 10 partidas oficiais. O público pagante foi de 10.600 torcedores, com 12.535 pessoas presentes. A renda foi de 319.850,00.

Bill festeja o primeiro gol do Botafogo no jogo (Foto: Agência Estado)

O triunfo leva ao Botafogo aos seis pontos, na vice-liderança da série B. O time tem o mesmo número de vitórias, saldo de gols e número de gols marcados do líder Sampaio Corrêa, que leva a melhor por ter menos cartões recebidos.

O Alvinegro volta a campo somente daqui a uma semana pela Segunda Divisão, quando vai até Brasília, no próximo sábado, enfrentar o Atlético-GO, no Mané Garrincha, às 16h30 (de Brasília). Antes, na quarta, encara o Figueirense pela terceira fase da Copa do Brasil na quarta-feira, às 19h30, em Florianópolis. No Rei Pelé, em Maceió, às 21h (de Brasília), o CRB recebe o Bahia. A equipe alagoana mantém os três pontos na Série B, na zona intermediária da classificação.

Com Sassá e Diego Carvalho nas meias, o Botafogo iniciou o duelo pressionando o CRB e usando bastante os lados do campo. Aos 16min, Bill não perdoou e completou com eficiência a bela jogada de Sassá pela esquerda, abrindo o placar. Depois, o Alvinegro diminuiu o ritmo e viu o CRB ameaçar apenas em cobranças de falta do lateral Paulo Sérgio.

A segunda etapa começou e Sassá, com dores, saiu aos 3 para a entrada de Lulinha. Aos 8, o estreante recebeu um presentão do goleiro adversário Julio Cesar e bateu no canto para ampliar. O CRB sentiu o golpe e não ofereceu mais resistência. Arão, aos 16, completou jogada de Pimpão, e Elvis, aos 21, fez de cabeça, com outra colaboração de Julio Cesar. Pimpão, por reclamação, foi expulso infantilmente aos 25. Fernando descontou aos 31 e ainda teve outra boa chance, mas mandou para fora.

Por GloboEsporte.com Rio de Janeiro/GE