domingo, 14 de junho de 2015

Botafogo vê saída de Marcelo Mattos como fundamental para manter salários em dia


Nelson Lima Neto
O alto salário do volante Marcelo Mattos não virou um problema para a diretoria do Botafogo somente agora. Desde o início da temporada, o peso dos cerca de R$ 200 mil que Mattos recebe dificultam a tarefa dos cartolas de manter o salário do elenco em dia. Atualmente, a folha salarial do futebol está na casa dos R$ 1,8 milhão.

O Botafogo chegou a conversar com o jogador atrás de um novo acordo salarial, sem que Mattos desse uma reposta, positiva ou negativa, sobre o que lhe fora apresentado. A reunião na última sexta-feira entre o gerente de futebol, Antônio Lopes, e o empresário do jogador, Carlos Leite, serviu para que o Botafogo decidisse por apresenta uma oferta de rescisão do contrato do atleta, sendo a única alternativa encontrada.

Porta-voz da diretoria nas conversas com Leite, Antônio Lopes já confirmou que o Botafogo não tem mais condições de arcar com os custos de manter o volante em seu elenco.

— Essa situação do Marcelo não é nova. Vem desde o início do ano. Propusemos a redução, mas o tempo foi passando. A rescisão acabou virando opção — confirmou uma pessoa próxima à diretoria.

Ao acertar a rescisão do jogador, o Botafogo terá de pagar os direitos de imagem devidos de maio. Mattos, porém, não tem nada a receber das últimas temporadas. O volante tem contrato com o Alvinegro até julho de 2016.


Fonte: Extra