quinta-feira, 11 de junho de 2015

Intermediado por Chang, Bota inicia contatos para ter investimento chinês


Dirigentes se reúnem com cônsul-geral e começam negociações para receber delegação chinesa nas Olimpíadas, além de parcerias com empresas privadas





O Botafogo deu um importante passo, na manhã desta quinta-feira, para atrair investimento chinês. Em encontro com o cônsul-geral da China no Brasil, Song Yang, intermediado pelo jogador Changbao, no consulado chinês, o clube ofereceu suas instalações para a delegação chinesa usufruir durante as Olimpíadas de 2016 e abriu as portas para possíveis acordos comerciais, como patrocínios .

Durante a reunião, os dirigentes do Botafogo ouviram que a China está disposta a ter o clube como embaixador do futebol chinês no Brasil. Além das instalações de General Severiano, a parceria visa atrair patrocínios de empresas chinesas, além de intercâmbios e amistosos com equipes do país asiático. 

Encontro na manhã desta quinta-feira deu início a possível parceria com chineses (Foto: Divulgação)

Um dos intermediadores da negociação, o meia Changbao vem treinando no Botafogo há quase um mês, apesar de ainda não ter assinado contrato. O Botafogo já deixou claro que a presença do jogador no elenco faz parte de uma estratégia comercial para atrair investimentos chineses.

Além de Changbao e do cônsul Song Yang, participaram da reunião nesta quinta-feira o vice de futebol Antônio Carlos Mantuano, o vice-geral Nelson Mufarrej, o diretor comercial Klay Salgado, além do empresário Rafael Angeoni, que também intermédia a negociação.

De viagem marcada para a China na próxima semana, o cônsul Song Yang prometeu procurar parceiros comerciais para o Botafogo e se disse honrado por receber "a camisa 7 de Garrincha” personalizada com seu nome. Um novo encontro está programado para acontecer quando o chinês retornar de viagem.

Por Marcelo BaltarRio de Janeiro/GE