sábado, 11 de julho de 2015

Desandou? Bota tem aproveitamento de só 33% nos últimos cinco jogos


Ainda líder da Série B, clube carioca vê a maré virar e rivais se aproximarem da liderança. Técnico René Simões reconhece a queda de rendimento



O tempo virou, e o mar agitou. A calmaria com que o Botafogo navegava pela Série B já não é mais a mesma. O clube carioca ainda é líder, com 24 pontos, mas a diferença para o sétimo colocado Vitória, por exemplo, é de apenas quatro pontos. E as coisas ainda podem piorar até o final da 12ª rodada, neste sábado.

Até a oitava rodada, o Botafogo liderava soberano. Invicto, com 100% de aproveitamento em casa, o time somava sete vitórias e um empate. Desde então, a maré virou. O empate com o Boa Esporte no Nilton Santos e a desastrosa derrota por 4 a 2 para o Macaé acenderam o sinal de aleta. René Simões cobrou, e a equipe goleou o Sampaio Corrêa por 5 a 0. Em seguida, apenas um ponto em dois jogos fora de casa. Empate com o Ceará em Fortaleza, e derrota para o Bragantino nesta sexta. Um aproveitamento é de apenas 33% nas últimas cinco rodadas.

- Não fomos bem nos últimos cinco jogos. Temos que melhorar e retornar ao nível que estávamos jogando. Embora tenhamos vencido o Sampaio Corrêa neste período, não tivemos um desempenho excepcional... Não se pode viver do passado e nem arrumar desculpas para nada. Cada um tem que assumir suas responsabilidades e trabalhar muito para que as coisas aconteçam. Quando a fase está boa, a bola bate no tornozelo e entra. Quando não está boa, ela fica entre as pernas e não entra - lamentou o técnico René Simões.

Apesar de ainda líder, o Botafogo vem preocupando René Simões (Foto: MAURO HORITA/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDO)
Para o treinador, a queda de rendimento, em um campeonato com 38 rodadas, é normal. René reconhece que alguns de seus principais jogadores não estão conseguindo repetir o desempenho do início da Série B. É o caso de Elvis, por exemplo. Titular em boa parte do campeonato, o meia sequer foi relacionado para as partidas em Fortaleza e Bragança Paulista. Mesmo com a suspensão de Daniel Carvalho, a comissão técnica optou por convocar Octávio.

- Temos que entender que o futebol vive de momentos. Em um campeonato longo, vamos ter jogadores que vão cair de desempenho e terão um declínio técnico. Alguns jogadores que estavam muito bem tecnicamente caíram um pouco. Aí você tem que ter peças de reposição. Ninguém quer isso, mas acontece. O último gol perdido, é de um jogador que faz gol (Rodrigo Pimpão) com muita facilidade. E nesses últimos jogos perdemos três ou quatro gols que normalmente não perderíamos. É o momento de ter tranquilidade. Não se quer isso, mas acontece - disse René.

Clube encontra dificuldades no mercado



 Com as saídas de Marcelo Mattos, Bill e Aírton, o elenco do Botafogo encurtou, e as opções de jogadores experientes ficaram escassas. O clube está no mercado atrás de um volante e de dois atacantes, mas esbarra nas dificuldades financeiras para contratar.

- O Botafogo está tentando. O Antônio Lopes (gerente) e o Mantuano (vice de futebol) trabalham muito, nunca param. A dificuldade é encontrar um jogador que se encaixe no nosso perfil. Mas o Botafogo não para de trabalhar - afirmou o treinador

Após uma semana fora, o Botafogo retorna nesta sábado ao Rio de Janeiro e já treina, às 13h, no Estádio Nilton Santos. Na terça-feira, o time volta a campo, em casa, contra o Figueirense, pela Copa do Brasil. No jogo de ida, empate por 2 a 2 em Florianópolis.

Por Marcelo BaltarRio de Janeiro/GE