segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Botafogo vê campanha em xeque. Sorte que rivais repetem erros



Satiro Sodre/SSPress

O Botafogo iniciou a Série B como principal favorito ao título. O time de maior investimento da competição mostrou ao que veio e liderava com folga. Parecia que o campeonato seria um passeio pelo Brasil. Parecia. O sucesso levou à saída de importantes jogadores, o que gerou uma crise, culminando na demissão do então técnico René Simões.

Sob o comando de Ricardo Gomes, o Botafogo tenta ter uma nova cara. A formação de uma nova equipe se fez necessária. O problema é que o processo não é rápido e o Alvinegro sofre para se tornar novamente um time confiável. O principal ponto negativo tem sido o sistema defensivo.

Nos dois últimos jogos (duas derrotas), por exemplo, o Botafogo sofreu cinco gols. – três do Paysandu e dois do CRB. Para se ter uma ideia, a última vez que a equipe deixou o gramado sem ter sido vazado ocorreu no primeiro dia de agosto, no empate por 0 a 0 com a Luverdense, no Engenhão – esse foi o único jogo em que o time, sob comando de Ricardo Gomes não sofreu gol.

Tal queda de desempenho poderia ter prejudicado bastante a campanha do Botafogo na Série B. O Alvinegro, no entanto, ainda se encontra na 3ª colocação, apesar de somar apenas duas vitórias nos últimos oito jogos. O time já está sem 'gordura para queimar' há algumas rodadas, mas tem contado com a incompetência dos rivais, que também não conseguem emplacar sequência de bons resultados.

Para se ter uma ideia, o Botafogo, após perder para o CRB, na última sexta, poderia terminar a rodada na 6ª colocação. Melhor para o Alvinegro, que viu três rivais direto pelo G4 tropeçarem – Bahia, Sampaio Corrêa e Santa Cruz.
O Botafogo volta a campo na próxima terça-feira, às 21h30, quando receberá o Atlético-GO, no Engenhão. Na terceira colocação, o Alvinegro soma 36 pontos, dois a menos que o líder vitória e um a mais que o Bahia, em 7º.

Bernardo Gentile
Do UOL, no Rio de Janeiro