sábado, 26 de setembro de 2015

Botafogo inicia conversas para manter Ricardo Gomes em 2016



Presidente Carlos Eduardo Pereira ressalta desejo de manter estrutura do futebol, elogia elenco atual, mas admite que reforços são mapeados no Brasil e no exterior



Ricardo Gomes Botafogo x Paraná (Foto: Vitor Silva/ SSPress)
Diretoria quer Ricardo Gomes no Botafogo
 em 2016 
(Foto: Vitor Silva/ SSPress)
Com sequência de sete rodadas de invencibilidade, o Botafogo conseguiu abrir margem confortável na reta final da Série B do Campeonato Brasileiro. A diretoria ainda se recusa a falar sobre título e até mesmo sobre volta à elite. Mas isso não impede que o planejamento para 2016 comece a ser traçado. O ponto de partida da montagem do elenco é a permanência de Ricardo Gomes, que já foi procurado para renovar o contrato que vence ao fim da atual temporada.
Segundo o presidente Carlos Eduardo Pereira, o assunto está em pauta no Botafogo, assim como a permanência do gerente de futebol, Antônio Lopes. A ideia é que o treinador – que assumiu o comando do Alvinegro em julho, após quatro anos afastado – permaneça.

- A opção pelo Ricardo Gomes se mostrou acertada. Já começamos a falar com ele sobre a permanência e acreditamos que a estrutura é essa, com ele e Lopes. Só não continuam se não quiserem. Todas as partes estão receptivas em relação a essa continuidade e esperamos resolver isso até o fim do campeonato. A ideia é sairmos de férias com tudo definido para começar 2016 -explicou o presidente alvinegro.

Se a estrutura da comissão técnica e da diretoria estão definidas, o mesmo não se pode dizer em relação ao elenco. Para Carlos Eduardo Pereira, o grupo formado em 2015, dentro das limitações financeiras do clube, correspondeu à altura. O presidente mostrou que a ideia é manter a base, mas reconheceu que o iminente acesso à Série A exige qualificação, e nomes já vêm monitorados nomes que unem adequação às finanças e qualidade técnica.

Botafogo e Prefeitura de Niterói selam acordo para revitalizar o Caio Martins. Carlos Eduardo Pereira, presidente do Botafogo (Foto: Pedro Veríssimo)
Presidente Carlos Eduardo Pereira elogiou elenco,
 mas disse que reforços para 2016 estão sendo
 mapeados (Foto: Pedro Veríssimo)
- Vamos ver a avaliação do Ricardo Gomes e do departamento de futebol. Depois, vamos partir para a montagem do elenco. O mapeamento já vem sendo feito com jogadores das Séries A e B, atletas da América do Sul e brasileiros que atuam na Europa. Todos estão sendo mapeados para em seguida analisarmos o que cabe no nosso orçamento - explicou.

Apesar da observação de novos nomes, Carlos Eduardo Pereira deixou claro que confia nos jogadores que compõem o elenco atual e deu a entender que o Botafogo vai buscar a permanência de boa parte deles para 2016.
- Qualquer time que suba de divisão precisa ser reforçado, mas não significa que você vai dispensar os jogadores que tem. É preciso se preparar para enfrentar um ano mais complexo e criar a estrutura para disputar um campeonato muito duro, com adversários mais qualificados. Mas estamos muito satisfeitos com nosso elenco - ressaltou.

Embora boa parte do pensamento já esteja em 2016, quando se fala de estrutura do futebol o discurso de Carlos Eduardo Pereira muda ao abordar o que acontece dentro de campo. Para o presidente, ainda não é o momento de pensar em acesso à Série A ou título da Série B, faltando 10 jogos para o fim do ano.

- Ainda há um longo caminho pela frente. Sandálias da humildade e muita concentração no trabalho, porque são grandes clubes lutando pelo retorno, como Bahia, Vitória e Paysandu. Precisamos ter o máximo respeito por todos eles. Conseguimos uma vantagem, mas não pode servir em momento algum para relaxar.


Por Rio de Janeiro/GE