sábado, 10 de outubro de 2015

Próximo do 100º gol, Bota tem melhor ataque entre clubes das séries A e B


Com 96 gols no ano, time carioca tem a mais alta média em jogos oficiais entre os 40 clubes das duas principais divisões do país. Artilharia na temporada é diversificada




Com nove jogos a fazer até o fim da temporada, o Botafogo dificilmente deixará de atingir uma marca centenária. Com 96 gols em 2015, o clube carioca está a quatro de completar 100 bolas nas redes no ano. Os números refletem o bom desempenho ofensivo, uma vez que, pelo menos nas estatísticas, o ataque alvinegro é o melhor entre clubes das Séries A e B neste ano.

Com 96 gols em 54 jogos, o Botafogo tem média de 1,77 gol por jogo em 2015. É a melhor entre os 40 clubes das duas principais divisões do Brasil. Em números totais, o Alvinegro só marcou menos do que Bahia (100) e Santos (99) em partidas oficiais. Os adversários, porém, entraram mais vezes em campo. 


Willian Arão e Navarro se abraçam após goleada do Botafogo (Foto: Vitor Silva / SSPress)
Melhor ataque, o Botafogo marcou 48 vezes na Série B (1,65). Foram 35 gols no Campeonato Carioca (1,84) e outros 11 na Copa do Brasil (1,83). O poder de fogo, no entanto, é diversificado. Sem um grande artilheiro no elenco, 22 jogadores foram às redes com a camisa alvinegra em 2015. Outros três gols foram contra.

Os principais goleadores do Botafogo no ano, inclusive, já não fazem mais parte do grupo. Maior goleador com 11 gols, Bill rescindiu em junho e partiu para o futebol sul-coreano. Logo atrás vem Rodrigo Pimpão, com nove. O atacante deixou o clube em julho, rumo aos Emirados Árabes. 

 




No atual elenco, um reserva lidera as estatísticas. Arma dos treinadores para o segundo tempo, Sassá balançou as redes oito vezes na temporada. O atacante, no entanto, tem a liderança ameaçada. Em apenas 10 jogos pelo Botafogo, Álvaro Navarro marcou sete vezes, se igualou a Pimpão na artilharia alvinegra na Série B está próximo de se tornar o principal goleador do grupo atual em 2015.


- Acho que o Botafogo tem muitos jogadores bons. Lulinha, Sassá, Luís Henrique, que é um jovem de 17 anos. Jardel, Gegê, são muitos jogadores que podem entrar, jogar e fazem bem, como entrou Fernandes e fez dois gols impressionantes. E tem Arão. Temos muitas trocas. E os jogadores que entram se sentem úteis na ausência de outros - elogiou Navarro, que está a quatro gols de alcançar Bill na artilharia do Botafogo na temporada. 



Por Marcelo Baltar Rio de Janeiro/GE