terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Agente envia oferta ao Bota e aguarda definição sobre Renan Fonseca


Alexandre Luzz, empresário do zagueiro, diz que clube tem em mãos contraproposta do jogador por renovação. Negociação pode ter capítulo final ainda nesta semana





Para evitar que a arrastada negociação de renovação com Renan Fonseca ganhe ares de novela, o Botafogo pode definir a permanência do zagueiro ainda nesta semana. Pelo menos é essa a expectativa de Alexandre Luzz, empresário do zagueiro.

Na última sexta-feira, o agente enviou uma contraproposta ao gerente de futebol Antônio Lopes. Segundo Alexandre, os valores estão próximos do que o Botafogo oferece.

- A bola está com o Botafogo. Os valores não estão distantes. A renovação está nas mãos do clube. O Renan quer ficar, e esperamos uma solução nesta semana - disse Alexandre Luzz.

Renan Fonseca já deixou clara a vontade de ficar, mas quer ser valorizado pelo Botafogo (Foto: Gustavo Rotstein / GloboEsporte.com)

As negociações ocorrem desde outubro, mas ambas as partes buscam um desfecho rápido. Apesar de sondagens, Renan Fonseca tem o Botafogo como prioridade. Grato pelo fato de o clube ter lhe ter aberto as portas, o zagueiro e seu empresário garantem que não irão abrir conversas com outros interessados antes de um ponto final nas conversas com o Botafogo.

- A prioridade é do Botafogo. Tivemos sondagens, o que é normal, mas não enviei contraproposta a nenhum clube. A ideia é resolver com o Botafogo. Só depois, caso não haja um acordo, conversaremos com outros interessados - frisou o agente.

O tempo de contrato já está acertado. Caso cheguem a um acordo, o novo vínculo do zagueiro, de 25 anos, será até dezembro de 2017.

Como fez com a maior parte dos jogadores contratados nesta temporada, o Botafogo colocou uma cláusula de prioridade no contrato de Renan Fonseca. O prazo para exercê-la, no entanto, era até o meio do ano, o que não aconteceu.


Renan Fonseca foi o atleta que mais entrou em campo pelo Botafogo na temporada. Em 61 jogou 61 partidas e marcou dois gols.


Por Marcelo Baltar Rio de Janeiro/GE