sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Firme, bom jogo aéreo, mas reserva: conheça Joel Carli, o 1º reforço do Bota


Zagueiro vindo do Quilmes chegou ao Rio de Janeiro para exames nesta quinta. No clube argentino, passou ao banco de reservas com troca de treinador no meio do ano




Joel Carli é o primeiro reforço do Botafogo
para 2016 (Foto: Reprodução / Site Oficial)
Jogador firme, de bom jogo aéreo defensivo, alto e forte. Por outro lado, também reserva e sem muita habilidade com a bola nos pés. Esse é Joel Carli, o primeiro reforço do Botafogo para 2016. Zagueiro de 1,91m e 29 anos, chegou ao Rio de Janeiro nesta quinta-feira para realização de exames médicos e assinar o vínculo de dois anos. O atleta foi contratado do Quilmes, da Argentina, onde atuava desde 2011.


Carli atuou por 18 vezes nesta temporada. Antes titular, passou ao banco de reservas quando o clube trocou de treinador em julho - saiu Julio César Falcioni e chegou Facundo Sava. O motivo é a preferência técnica de cada treinador. Enquanto Falcioni buscava um zagueiro de jogo mais forte, Sava prefere um atleta tecnicamente mais habilidoso. Pela suas características, é um atleta que costuma receber muitos cartões, apesar de não ter sido expulso nenhuma vez este ano.


- Carli é um zagueiro central bastante alto, de 1,91m. Tem um ótimo jogo aéreo defensivo. É forte e lutador. Porém, não é um zagueiro tecnicamente habilidoso. Por isso, acabou o campeonato na reserva. O novo treinador, o Facundo Sava, prefere os zagueiros mais habilidosos e que sejam bons na saída e toque de bola. Pela sua forma de jogar, sempre forte, recebe muitos cartões - explica o jornalista argentino Pato Burlone, do canal de televisão TyC Sports.


É a primeira vez que o novo jogador do Botafogo deixa a Argentina. Antes, atuou apenas por clubes do país. Iniciou a carreira no Aldosivi, de Mar del Plata, cidade de nascimento do defensor. Ele ainda passou por Deportivo Morón e Gimnasia y Esgrima La Plata, até chegar ao Quilmes em 2011, quando disputou a Segunda Divisão.


De acordo com o jornalista Sebastian Díaz, do jornal Olé e da rádio FM Sur, Joel Carli está sem ritmo de jogo, já que atuou poucas vezes no segundo semestre - quando houve a troca de treinador. Mas, em o atleta tendo sequência, tem como qualidade a antecipação de jogadas.


- Está com um pouco de falta de ritmo porque neste último semestre foi reserva e jogou pouco. Mas sempre teve um bom nível. Se tem sequência, é muito bom antecipando as jogadas. Ele tem pernas grandes, o que favorece nesse aspecto. No Quilmes, chegaram a testar ele como lateral, mas foi muito mal. Sua posição é só zagueiro central - conta.

Quem recebeu o jogador nesta quinta foi o diretor jurídico Gustavo Noronha (Foto: Reprodução)

O Quilmes encerrou o Campeonato Argentino deste ano na 11ª posição, com 45 pontos, 19 a menos que o campeão Boca Juniors. Parte da imprensa local ficou surpresa com a notícia de que Carli estava sendo contratado pelo Botafogo, uma vez que se trata de um grande centro do futebol, o Brasil. Na competição nacional, o zagueiro não marcou nenhum gol.


Joel Carli chega para suprir ausências de Diego Giaretta e Alisson, liberados pelo clube na última segunda-feira. Para a posição, o Alvinegro negocia as renovações de Renan Fonseca e Roger Carvalho e tem ainda os jovens Emerson e Igor Rabello à disposição.

Por Jessica Mello Rio de Janeiro/GE