sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Pirata alvinegro: Botafogo faz consulta e estuda proposta por Hernán Barcos



Clube inicia conversa com representantes do argentino, mas se assusta com pedida. Alvinegro trata negociação como improvável, mas cogita oferta nos próximos dias





O Botafogo encerrou as negociações com Pedro Larrea e abriu espaço para a contratação de mais um estrangeiro. Antes mesmo da desistência em relação ao equatoriano, o clube já buscava um camisa 9 para Ricardo Gomes. Apesar de estrangeiro, o nome é bastante conhecido dos brasileiros: o departamento de futebol iniciou contatos pelo argentino Hernán Barcos, atualmente no Tianjin Teda, da China.

Barcos, de 31 anos, é a bola da vez no Botafogo. Conhecido como “Pirata”, o argentino conta com a simpatia dos dirigentes, que estão dispostos a fazer o investimento para ter um nome que contagie o torcedor alvinegro. O negócio, tido como difícil, foi confirmado pelo agente do jogador.

- As conversas começaram na semana passada. Estamos falando com o Botafogo, mas não há nada concreto. Eles entraram em contato e averiguaram as condições. A viabilidade depende muito dos chineses, já que o Barcos tem mais um ano de contrato. Teríamos que ver de que forma ele poderia sair – confirmou o irmão e empresário do atacante, David Barcos.  


Barcos é o nome que o Botafogo estuda para reforçar o ataque (Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA)


Em um primeiro momento, a pedida do jogador assustou o Botafogo. Segundo o GloboEsporte.com apurou, o atacante gostaria de receber U$ 5 milhões (cerca de R$ 20 mi), entre luvas e salários, por um contrato de três anos. O valor, que inviabiliza a negociação, deixou o Botafogo pessimista. O clube, no entanto, estuda uma nova proposta.

Apesar da crise financeira, o Botafogo reserva verba para contratação de um atacante. Com a saída de alguns jogadores, o clube conseguiu poupar dinheiro e sonha com contratação de um nome de peso para o ataque. A ideia, após reforços pouco conhecidos do torcedor, é contratar um jogador mais badalado com salário próximo ao do goleiro Jefferson, o maior do elenco.


Hernán Barcos jogou no futebol brasileiro entre 2012 e 2015 e teve passagens marcantes por Palmeiras e Grêmio. Neste período, Barcos foi constantemente convocado para a seleção argentina.

No início do ano passado, ele foi negociado pelo clube gaúcho com o Tianjin Teda. Na China, o atacante assinou contrato de dois anos no valor de US$ 7 milhões, entre salários e luvas. Porém, após uma temporada na Ásia, o jogador vê com bons olhos a possibilidade de retornar ao futebol brasileiro.

No momento, para o ataque, Ricardo Gomes conta apenas com Luís Henrique e Neilton. O atacante Ribamar, da base, também participa da pré-temporada em Domingos Martins. A ideia é contratar mais dois homens de frente.


Por Gustavo Rotstein e Marcelo Baltar/Rio de Janeiro/GE