quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Primeiro a cozinha: Ricardo Gomes começa a testar defesa do Botafogo


Técnico arma duplas Renan Fonseca e Carli e Emerson Silva e Emerson. Na lateral, Diego, Diogo Barbosa, Jean e Marcinho são observados, e Octávio é improvisado




Reforços na área e muitas brechas deixadas pelos titulares que saíram. Ricardo Gomes terá que remontar o time do Botafogo em 2016 e resolveu começar pela cozinha. No quarto dia de treinos do clube na pré-temporada, ele já deu início aos testes na defesa com as opções que tem disponíveis. Na tarde desta quinta-feira, em mais uma atividade com boa presença de público em General Severiano, o técnico alvinegro formou duas duplas de zaga: uma com Renan Fonseca e Carli e outra com Emerson Silva e Emerson. Nas laterais, Diego e Marcinho foram observados na direita, enquanto o recém-contratado Diogo Barbosa e Jean apareceram na esquerda. O meia Octávio também foi improvisado na posição, pelo lado direito, em parte do trabalho.


Titular em 2015, Renan Fonseca teve Carli como seu companheiro na dupla de zaga (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

As duplas ficavam se revezando, tanto de zaga quanto de laterais. O objetivo era evitar ataques conduzidos por oito jogadores, que tinham que ficar se movimentando e invertendo o jogo até encontrar espaço para sair na cara do gol. Octávio, Luís Henrique e Gegê balançaram as redes, enquanto o boliviano Damián Lizio chegou perto, mas parou em Jefferson. Auxiliar de Ricardo Gomes, Luiz Otávio chegou a dar dura em determinado momento para os jogadores de ataque trocarem passes ao invés de tentar dribles. Quem deu susto na torcida foi o jovem Marcinho, de 19 anos, que deu sua primeira entrevista coletiva nesta quinta. Na primeira parte do treino, ele levou a pior em disputa com Leandrinho e ficou caído em campo até receber atendimento médico, mas voltou normalmente após um tempo.


Jefferson tirou fotos e distribuiu autógrafos e causou
alvoroço na torcida após o treino (Foto: Thiago Lima)
Na parte da manhã, só os goleiros foram a campo. Os demais jogadores foram levados à Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) para realizar um exame de alta precisão chamado "wingate test", que mede pico de força e capacidade anaeróbica. As ausências do dia foram de Gervasio Núñez e Bruno Silva. O meia foi à Argentina buscar dois atestados de bons antecedentes - exigência do consulado para tirar visto de trabalho no Brasil -, um para si e outro para Lizio, que é argentino de nascença. Já o volante foi liberado para ir a Campinas e Chapecó para resolver as últimas pendências de sua transferência com Ponte Preta e Chapecoense.


Cerca de 40 pessoas acompanharam a atividade na arquibancada do clube, e Jefferson causou alvoroço ao atender pedidos de fotos e autógrafos dos torcedores após o treino. Neste sábado, o Botafogo vai apresentar o elenco de forma oficial, e o clube estará aberto a todos os torcedores. Porém, a prioridade é para os sócios, proprietários e torcedores, e a presença está sujeita à lotação da arquibancada, que tem capacidade para 800 pessoas. O Alvinegro volta a treinar nesta sexta-feira em General Severiano, novamente em dois períodos.


Por Thiago Lima/Rio de Janeiro/GE