quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Neilton participa de coletivo na reserva e pode ser opção contra a Cabofriense


Recuperado de lesão, atacante está cada vez mais perto de voltar a jogar no Bota. Ricardo Gomes mantém trinca de volantes e zaga com Renan Fonseca e Emerson




Ao que tudo indica, Neilton está perto de voltar a jogar pelo Botafogo e estrear em 2016. O atacante, que completou 22 anos na última quarta-feira, participou normalmente de um coletivo em campo reduzido na tarde desta quinta, em General Severiano, e pode ser relacionado para o jogo deste domingo, contra a Cabofriense. Ele compôs a dupla de ataque reserva ao lado de Ribamar e marcou um gol, . Rodrigo Lindoso também balançou a rede para os titulares, e a atividade terminou com placar de 1 a 1.

Neilton tem participado normalmente dos treinos do Botafogo (Foto: Vítor Silva/SSPress/Botafogo)


Ricardo Gomes manteve no time a trinca de volantes com Airton, Bruno Silva e Lindoso, além da dupla de zaga Renan Fonseca e Emerson. Mas no decorrer do treino testou mudanças, como por exemplo: Diego na lateral direita no lugar de Luis Ricardo; e Lucas Zen, Leandrinho e Marcinho no meio de campo, nas vagas de Bruno Silva, Gegê e Gervasio "Yaca" Núñez, respectivamente. O gol de Lindoso saiu após confusão na área, o volante pegou a sobra e chutou de primeira. Já o empate foi em jogada do próprio Neilton pelo meio, ele tabelou com Salgueiro e bateu na saída de Jefferson.


Recuperado de uma lesão na coxa esquerda e de um desequilíbrio muscular, o atacante vem se tratando desde a pré-temporada e ainda não jogou em 2016 - sua última partida foi contra o América-MG, dia 28 de novembro. O atacante vem trabalhando diariamente a parte física para evitar novas lesões ao longo do ano e até sonha com uma vaga nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.


Líder do Grupo B do Campeonato Carioca com 12 pontos, o Botafogo volta a campo neste domingo, às 17h (de Brasília), contra a Cabofriense, em São Januário. O time de Ricardo Gomes deve ir a campo com Jefferson, Luis Ricardo, Renan Fonseca, Emerson e Diogo Barbosa; Airton, Bruno Silva, Lindoso, Gegê e Yaca; Luís Henrique.


Por Thiago Lima/Rio de Janeiro/GE