domingo, 13 de março de 2016

Gum marca aos 47 do segundo, e Flu empata com Bota: 1 a 1 no Raulino


Alvinegro é superior, abre placar com Ribamar, o segundo dele em dois jogos contra o Tricolor, e cede igualdade no fim. Equipes começam iguais na Taça Guanabara




O clássico contra o Botafogo deste domingo, em Volta Redonda, era oportunidade de o Fluminense dar o troco na derrota da primeira fase do Carioca. Era. Por pouco, o Tricolor não amargou mais uma derrota. O Alvinegro foi superior, da mesma forma que no 2 a 0 de 24 de fevereiro. Só não venceu pois Gum salvou o time de Levir Culpi aos 47 minutos do segundo tempo, ao marcar de cabeça e empatar o jogo em 1 a 1. Ribamar havia aberto o placar, o segundo gol dele em dois jogos contra o rival. Resultado: os times começaram iguais na Taça Guanabara, a segunda fase do estadual.


Com o resultado, o Bota e o Flu estão em quarto lugar, com um ponto. O líder é o Vasco, com três. As duas equipes voltam a jogar no domingo. Às 16h (de Brasília), no Pacaembu, em São Paulo, o Flu tem o clássico com o Flamengo. O Bota, às 18h30 (de Brasília), enfrenta o Madureira em Los Larios.

Salgueiro x Cícero: duelo no meio de campo do clássico em Volta Redonda (Foto: André Durão)

Com atraso de sete minutos, para troca da camisa de Jefferson, que, no entender do árbitro Pericles Bassols, era parecida a dos outros atletas do Bota, ambas pretas, o clássico começou movimentado. Aos poucos, o Alvinegro passou a dominar. Adotou marcação adiantada e, com isso, obrigou o Flu a se desfazer a bola - os lançamentos não deram certo. Ribamar teve boa chance, em chute cruzado. O Tricolor ameaçou em bola parada, com Edson marcando gol, em impedimento. Airton, em finalização de fora da área, assustou Cavalieri.


Após o intervalo, o Bota mudou de camisa: vestiu a cinza. Manteve o melhor futebol. Em rápido ataque, com o rival desarrumado, abriu o placar com Ribamar, aos três minutos. Gegê finalizou, a bola desviou no atacante e enganou Cavalieri - o segundo gol dele em dois jogos contra o Tricolor. Levir Culpi decidiu mudar: Gerson entrou na vaga de Diego Souza e deu mais movimentação ao time, Gum substituiu o amarelado Renato Chaves - e mudaria a partida. Em parte pois a equipe de Ricardo Gomes diminuiu o ritmo e administrou a vantagem. Só correu risco em uma dividida de Cícero com Jefferson. Até que, aos 47 minutos, Gum igualou o placar, de cabeça, após cobrança de escanteio de Scarpa.


O público foi de 5.390 (4.378 pagantes). Renda: R$ 106.560,00.


Por GloboEsporte.com/Volta Redonda, RJ/GE