sábado, 16 de abril de 2016

Alex recusa proposta do Botafogo e indica permanência no Inter em 2016


Dirigentes do clube carioca até adotaram discurso otimista por meia, que opta por seguir em Porto Alegre, mesmo na reserva do Colorado sob o comando de Argel



Alex recusa proposta do Botafogo e deve seguir no
Inter (Foto: Ricardo Duarte/Divulgação Inter)
O Botafogo até adotou discurso otimista e se preparou para receber Alex em General. Em vão. O meia recusou a proposta feita pelo clube carioca para tê-lo por empréstimo até o final de 2017 e indicou sua permanência no Inter – ao menos por ora. Isso após o vice-presidente de futebol alvinegro, Antônio Carlos Azeredo, o Cacá, ter dado o negócio como "90% encaminhado".


Neste sábado, o jogador, reserva no Inter de Argel, evitou contato com a imprensa ao transitar pela zona mista do Beira-Rio, após entrar na segunda etapa do empate em 0 a 0 com o São José, no jogo de ida da semifinal do Gauchão. A versão de que Alex teria relatado a amigos o "não" ao Botafogo circulou no estádio e foi confirmada pela reportagem do GloboEsporte.com com o empresário do meia, Luis Carline, que afirmou que a "conversa não evoluiu".


Ainda na zona mista do estádio, o vice de futebol do Inter, Carlos Pellegrini, afirmou que não havia negócio em andamento com o Botafogo pelo atleta.


– O Alex é um jogador do Internacional, e o Internacional não foi procurado pelo Botafogo – disse o dirigente.


Curiosamente, o presidente do clube carioca, Carlos Eduardo Pereira, manifestou otimismo na negociação ainda neste sábado, após a conquista da Taça Guanabara sub-20. De acordo com o mandatário, o negócio dependia apenas da família do atleta.


– Estamos otimistas para tentar resolver, aguardando o empresário semana que vem. O Aquino chega semana que vem, a gente fica nessa expectativa do Alex. Depende da adaptação dele ao Rio, família, tem a questão da esposa decidir se quer vir – afirmou.

Alex em treino do Internacional no CT do Parque Gigante, Inter (Foto: Tomás Hammes/GloboEsporte.com)

Apesar da negativa ao Botafogo, Alex carrega certo incômodo pela reserva no Inter, ainda que seja líder do vestiário e ídolo da torcida. Após perder a titularidade, o jogador já não aparece entre as primeiras peças às quais o chefe recorre ao longo das partidas e virou até espécie de moeda de troca para o clube. Recentemente, o clube o ofereceu para tentar retirar Michel Bastos do São Paulo, mas a proposta foi rechaçada pelo Tricolor.


No ano passado, viveu o mesmo cenário. Enquanto discutia um novo contrato, chegou a ser oferecido ao Cruzeiro. À época, o rendimento do meia tanto no Gauchão quanto na Libertadores fez o Inter prorrogar seu vínculo até o fim de junho de 2017. Alex tem 296 jogos e 77 gols pelo Inter.


Fonte: GE/Por Eduardo Deconto e Roberto Azambuja/Porto Alegre