terça-feira, 10 de maio de 2016

Entre a emoção e a razão, Ricardo Gomes fica e traça metas no Botafogo


Emocionado em reunião com a diretoria, Ricardo Gomes confirma permanência, mas também faz planos e volta a pedir reforços para o Campeonato Brasileiro




Ricardo Gomes nunca teve a intenção de deixar o Botafogo, mas balançou com a proposta do Cruzeiro. Tanto que a permanência do treinador surpreendeu não somente o clube mineiro, como pessoas próximas a ele. O técnico recusou uma gorda oferta salarial para seguir no Rio de Janeiro.

A sequência do trabalho no Botafogo foi definida em reunião no início da tarde de segunda-feira, em General Severiano, marcada pela emoção. Com as presenças do presidente Carlos Eduardo Pereira e do vice-executivo Luis Fernando Santos, diretoria e treinador trocaram elogios e chegaram a um acordo salarial, tratado como bom por ambas as partes. O vice-geral, Nelson Mufarrej, e o vice de futebol, Cacá Azeredo, também participaram de parte do encontro, que durou cerca de duas horas.
 
Ricardo Gomes sorridente após reunião que definiu permanência no Botafogo (Foto: Vitor Silva / SSpress / Botafogo)



Na reunião, Ricardo Gomes se emocionou. O treinador é grato pelo Botafogo ter lhe aberto as portas no ano passado, quando retornou ao futebol, após quatro anos afastado por conta de um problema de saúde. Ricardo saiu leve e sorridente do encontro, com uma expressão de alívio pelas partes terem chegada a um acordo.

No entanto, entre a emoção e a razão, Ricardo Gomes tem planos. Ele não quer que o Botafogo entre no Campeonato Brasileiro para brigar na parte de baixo da tabela. Para isso, tem metas para surpreender novamente, assim como no Campeonato Brasileiro.

Reforços
Não é de hoje que Ricardo Gomes pede jogadores experientes para a disputa do Campeonato Brasileiro. No entanto, ele reforçou que o Botafogo vai precisar de reforços para alcançar seus objetivos na temporada. As posições já são conhecidas: um armador e um centroavante, que chegue para assumir a camisa 9 alvinegra. O nome do argentino Hernán Barcos segue em pauta.


Evolução da garotada
Desde que chegou ao Botafogo, Ricardo Gomes sempre fala que o bom treinador é aquele que faz seus jogadores melhorarem. E a evolução dos mais jovens é motivo de orgulho para ele. A ideia é fazer com que o amadurecimento do futebol de jovens como Emerson, Fernandes, Leandrinho, Ribamar, Luís Henrique e Sassá não pare no Carioca. Evoluir é a palavra de ordem.


Brasileirão sem susto
Muita gente prevê o apocalipse, mas Ricardo Gomes quer provar que o Botafogo tem condições de fazer bonito no Campeonato Brasileiro. O planejamento é fazer com que o time fique sempre na primeira parte da tabela e passe sem sustos pela competição.


Por Marcelo BaltarRio de Janeiro