quinta-feira, 12 de maio de 2016

Ricardo elogia início do Bota e diz que Juazeirense não merecia eliminação


Técnico alvinegro fica satisfeito com começo do time na partida e admite queda de rendimento na sequência. Para ele, equipe baiana fez por merecer o jogo de volta





Ricardo Gomes posa com torcedores após
entrevista coletiva (Foto: Thiago Lima)
Ricardo Gomes foi sincero após a vitória do Botafogo por 2 a 1 sobre o Juazeirense, fora de casa, nesta quinta-feira, pela Copa do Brasil. Para o treinador alvinegro, o time baiano não merecia ter sido eliminado sem o jogo de volta, devido à boa atuação e à oscilação do Glorioso, que começou bem, mas caiu de rendimento na sequência.


- Os primeiros 20 minutos foram muito bons. Parecia time titular (completo), com boa disciplina e muita criatividade. Gostei, depois caímos ainda no primeiro tempo. No segundo foi um jogo mais defensivo, mas as saídas foram boas. Pena que o Luís Henrique, quase no último ataque, poderíamos ter eliminado o jogo de volta. Mas o Juazeirense também teve uma boa participação, não merecia (eliminação precoce) - analisou Ricardo Gomes.


Perguntado se a lesão de Jefferson o tira da estreia contra o São Paulo, em Volta Redonda, Ricardo não garantiu a presença do goleiro na partida de domingo.


- Garantido não. Fez exame, tem que esperar a reação da lesão. Vamos ver.


Mesmo com a possibilidade de perder o arqueiro titular, o treinador do Alvinegro se mostrou esperançoso com elenco, principalmente após as estreias dos novos reforços: Victor Luis e Marquinho.


- O Marquinho, Geovane... São jogadores de times que vieram do Rio, se destacaram, estou esperançoso de um jogador mais experiente na frente, já falamos disso várias vezes. Mas estou muito esperançoso por uma boa campanha.


Confira os outros assuntos da entrevista coletiva de Ricardo Gomes:



JUAZEIRENSE

- Aguerrido, organizado... Nos primeiros minutos não estavam bem, mas encontraram uma forma de jogar e deram trabalho. Com bons jogadores. Dois, três jogadores me chamaram a atenção.

JOGO DE VOLTA

- Minha cabeça está só no São Paulo. Mas tenho elenco para tentar fazer as duas competições de forma interessante, que seja benéfica para o Botafogo.

BRASILEIRO
- É bem diferente, estamos com três, quatro jogadores que ficaram no Rio. Vamos para o domingo pela manhã com o melhor que nós temos. Time está bem, não vou mudar em relação ao Carioca. Copa do Brasil é diferente, temos que ver outros jogadores, descansar os que jogaram no fim de semana. Brasileiro é o principal, o mais importante do ano. Qualquer esforço, serve para a gente, para a diretoria, vai ser muito benéfico para a gente. Trabalhamos muito para voltar em 2015, não pode derramar o leite. Trabalhar bem para que seja um segundo semestre bom para o Botafogo.

ESTREANTES
- O Victor tive que segurar ele, fazia muito tempo que não jogava os 90 minutos. Ele foi bem. O Marquinho no final já esperava, conhecia mais que o Victor. É um lateral que marca bem e apoia bem. Gostei, mas esperava que ele jogasse uma hora, mas a contusão do Jefferson tive que trocar, e preciso dele para domingo.

4-4-2
- Na minha cabeça não tem se é meia, se é defensivo. Quero um meio de campo equilibrado. Se eu conseguir equilibrar com dois meias e dois, como vocês gostam de dizer, volantes... São quatro jogadores de meio de campo que tem que fazer o equilíbrio do time. Consegui agora com o Leandro, que tem quatro jogos. Não vou mudar.

SÃO PAULO RESERVA
- Isso não vai ter repercussão no time do Botafogo. Isso é uma escolha correta do São Paulo porque eles têm uma competição que todos querem jogar e ganhar. Entendo, mas na minha cabeça é só Botafogo. Não vou analisar... O São Paulo tem um elenco bem rico e vai com certeza tentar o melhor no domingo.


Fonte: GE/Por Thiago Lima/Juazeiro, Bahia