domingo, 15 de maio de 2016

Ricardo Gomes lamenta "escolhas erradas" em derrota do Botafogo


Treinador fica satisfeito com volume de jogo contra o São Paulo e busca ajustes no setor ofensivo: "Duas ou três situações claras que deveríamos marcar diferente"




A derrota por 1 a 0 para o São Paulo na estreia do Campeonato Brasileiro machucou Ricardo Gomes. Ao lamentar o revés, o treinador do Botafogo ressaltou que sua equipe teve maior volume de jogo, mas não soube tomar as melhores decisões ofensivas para buscar uma reação na partida.


- (Estreia) não foi boa, claro, não poderia ser, por ser derrota em casa. Mas o time lutou até o último minuto, com bom volume de jogo, mas escolhas erradas. Vai ser uma boa luta. Estamos confiantes no nosso time, nesse ajuste. Nós tínhamos problemas no último terço, mas hoje foi muito mais na escolha entre bater e passar. Esse foi o nosso erro em duas ou três situações claras, que deveríamos marcar diferente.


Confira a íntegra da entrevista coletiva:




Ricardo Gomes durante jogo do Botafogo
contra o São Paulo (Foto: André Durão)
Mudanças no time
Não podemos esquecer que tivemos quinta-feira à noite um jogo, Copa do Brasil para o Botafogo também é importante. E jogar domingo pela manhã tem uma carga importante, menos de 72h, então isso tem um peso. Consequentemente não foram só as mudanças, todas as más escolhas... Por isso, essas 72h (de intervalo) deveria ser por lei.

Substituição de Neílton
Foi escolha minha.

Faltou garra?
Garra teve, se fosse assim era fácil. Se só com garra você ganhasse jogo, seria bem mais fácil. Mas não é o caso. Garra teve, precisa um pouco mais de aprimoramento no último passe, na escolha, ou chuta ou passa. Esse foi o erro do time. Time foi bem, entrou na área, mas nessa escolha pecamos.

Time se desestruturou?
Até então (o gol), o São Paulo não tinha dado um ataque. No primeiro, deu gol. Aí o time ficou desnorteado, mas durou 10, 15 minutos. Depois voltamos a jogar futebol, tivemos duas oportunidades e não aproveitamos.

Prejuízo com derrota
Mais moral do que numérico, é início de um campeonato longo. Mais moral, estreia, voltando da Segunda (Divisão), todo mundo queria a vitória do Botafogo.

Achou falha do Helton Leite?
Não.

Bruno Silva abaixo da média
Claro que não. Se você culpar o Bruno Silva, lógico que não. Time teve volume. A gente exalta o coletivo na vitória e na derrota também.

Copa do Brasil
O problema é que nós temos de novo na quinta-feira, mas agora sim acho que o jogo no Brasileiro não é na parte da manhã. Consequentemente a recuperação é melhor. Mas olha, sinceramente, não foi pela falta de recuperação o resultado, não é desculpa. Melhor seria um time mais fresco, tivemos volume, foram escolhas erradas que causaram a derrota.

Estreia do Aquino
Pouco tempo, muito pouco tempo.

Como corrigir deficiência para fazer gol?
Isso é trabalho do dia a dia, os treinos, não conheço outra fórmula. Tem que massificar o trabalho de finalização dentro da área. Estamos fazendo isso, ainda não tivemos o resultado esperado.

Pancada na cabeça de Leandrinho
Ele está bem, nada de mais.

Ribamar
Temos que insistir, jogador de potência, habilidade, falta o cheiro do gol. Isso vai acontecer, tem que ter paciência. Claro, o torcedor que paga o ingresso quer a bola na rede. Como profissionais temos que ter paciência e entender que é um garoto de 18 anos.

Emerson está recuperado?
Sim, hoje foi escolha minha porque não o queria perder de novo. Então já na quinta-feira um meio tempo (para ele jogar) ou não. Eu decido depois, quero manter pelo menos um time durante 10, 12 jogos. Isso é muito importante. Ele estava no banco, mas escolha minha para não começar jogando.

Gegê volta na quinta?
Não tenho certeza.



FONTE: GE/Por Thiago Lima/Volta Redonda, Rio de Janeiro