quinta-feira, 2 de junho de 2016

Botafogo tenta manter confiança após derrota para o Cruzeiro




Elenco do Fogão não quer deixar revés abalar a equipe (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

O Botafogo perdeu a segunda partida consecutiva no Campeonato Brasileiro e o 1 a 0 para o Cruzeiro, em jogo que o Glorioso tinha o mando de campo, fez o time flertar com a zona de rebaixamento. Além disso, a atuação contra os mineiros acabou por deixar os torcedores ainda mais preocupados, pois o Alvinegro foi apático a maior parte do tempo. Apesar dessa realidade, o técnico Ricardo Gomes e os jogadores procuram manter o otimismo e não se desesperarem.

Ricardo Gomes lembrou de alguns aspectos importantes, como o fato de o Glorioso estar sendo obrigado a mandar seus jogos fora do Rio de Janeiro por conta das obras para a Arena Botafogo, na Ilha do Governador, bairro da capital carioca. Além disso, a lista de desfalques está muito grande. O treinador perdeu o lateral-direito Luis Ricardo minutos antes da partida contra a Raposa por conta de dores musculares na coxa direita. No departamento médico estão o goleiro Jéfferson, o lateral-esquerdo Diogo Barbosa, o zagueiro argentino Joel Carli, os volantes Aírton e Rodrigo Lindoso e o atacante Luis Henrique.

“Nós perdemos muitos jogadores importantes de uma só vez. O Botafogo foi o clube que mais perdeu atletas por lesão. Logicamente que jogar fora do Rio de Janekiro também atrapalha bastante. Porém, não podemos ficar pensando apenas nos problemas. Não posso aceitar um primeiro tempo como o que fizemos mesmo com toda essa situação. Mas não me preocupo com zona de rebaixamento, não neste momento. Tenho certeza de que daqui a umas dez rodadas estaremos na parte de cima da tabela de classificação. Temos que ter tranquilidade e pensar no futuro com otimismo”, avisou Ricardo Gomes.

Com a recuperação dos lesionados e podendo jogar em um estádio no Rio de Janeiro, o Botafogo tende a ganhar força para a maioria dos atletas. Além disso, a partir do fim do mês o treinador poderá contar com os reforços que vieram do exterior, como o meia Camilo, ex-Chapecoense, e os atacantes Rodrigo Pimpão e Gustavo Canales, chileno que é visto como uma das principais esperanças para a sequência do trabalho.

“O Botafogo não vai ficar brigando na parte de baixo da tabela de classificação, pois conta com um grande treinador, um elenco de qualidade e que vai ser encorpado. Além disso, os jogadores machucados vão se recuperar e teremos ainda mais força. O importante neste momento é trabalharmos muito pegando como lição os erros que estamos cometendo neste começo da competição”, analisou o atacante Neilton.

O Botafogo volta a campo no próximo domingo, às 11h(de Brasília), quando visita o Santos no Pacaembu, em São Paulo (SP), pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro. Uma derrota pode fazer o Glorioso ingressar na zona de rebaixamento. Como a quinta-feira foi de trabalho regenerativo, o time para o duelo contra o Peixe deve ser definido no treino desta sexta-feira à tarde, em General Severiano.


Fonte: Gazeta Press - Rio de Janeiro, RJ