terça-feira, 26 de julho de 2016

Jogadores têm reunião com diretoria, e Ricardo faz mistério para a Copa BR


Botafogo com força máxima, time misto ou reservas contra Bragantino? Técnico não dá pistas, e clube antecipa concentração. Dirigentes cobram, mas manifestam apoio




Diretoria do Botafogo esteve pela
manhã em General Severiano e se
 reuniu com elenco (Foto: Thiago Lima)
Um cenário incomum tomou conta do treino do Botafogo na manhã desta terça-feira. A diretoria em peso estava em General Severiano: o presidente Carlos Eduardo Pereira, o vice de futebol Antônio Carlos Azeredo, o Cacá, o vice geral Nelson Mufarrej, o diretor jurídico de futebol Gustavo Noronha e o gerente de futebol Antônio Lopes foram alguns dos que puderam ser vistos no clube. O motivo foi uma reunião com os jogadores. Todos já estavam em campo quando foram chamados de volta para o vestiário. Houve uma conversa rápida, de aproximadamente 10 minutos, onde os dirigentes fizeram cobranças, mas também manifestaram apoio ao elenco. Depois de quadro rodadas, o time voltou para a zona de rebaixamento no Campeonato Brasileiro depois da derrota por 2 a 1 para a Chapecoense no último domingo.


Em meio à pressão do Brasileiro, o Botafogo tem que virar a chave para a Copa do Brasil, onde decide uma vaga nas oitavas de final nesta quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), contra o Bragantino na Arena Botafogo - como empatou por 2 a 2 no jogo de ida, o Alvinegro pode até ficar no 0 a 0 ou 1 a 1 que se classifica. Mas a escalação para esse jogo é um mistério. No último treino antes da partida, os titulares fizeram apenas trabalhos regenerativos, enquanto Ricardo Gomes comandava os reservas em uma atividade técnica de ataque contra a defesa, mas trocando os jogadores a todos momento. Com isso, não deu pistas de que irá com força máxima, time misto ou só com suplentes para a competição mata-mata. Mas a tendência é que nomes como Airton, que estava suspenso no domingo, e Canales, que precisa de ritmo, joguem.

Ricardo Gomes não deu pistas sobre a escalação para enfrentar o Bragantino quarta (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

Apesar de o Brasileiro ser a prioridade do clube, uma eliminação na Copa do Brasil pode causar uma crise como aconteceu no ano passado, e René Simões, então treinador do time, foi demitido após cair diante do Figueirense nesta mesma fase da competição. Seja por foco ou por questões de logística, já que o Rio de Janeiro começou a receber as delegações para a Olimpíada, fato é que houve uma mudança na rotina, e os jogadores desde já estão concentrados no hotel Ramada - patrocinador do clube - na Barra da Tijuca, Zona Oeste da cidade. Normalmente, quando os jogos são no Rio, o elenco se apresenta só na parte da noite.


Fonte: GE/Por Thiago Lima/Rio de Janeiro