segunda-feira, 4 de julho de 2016

Pimpão reconhece falta de ritmo e pede tempo: "A gente pega jogando"


Atacante começa jogando pela primeira vez depois de sua volta ao Botafogo, mas tem atuação apagada diante do Santa Cruz, em Juiz de Fora. Minas Gerais




Rodrigo Pimpão comemora um dos gols do
Botafogo (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)
Principal esperança de gols do Botafogo na temporada, Rodrigo Pimpão deixou a desejar na vitória por 2 a 1 diante do Santa Cruz, no domingo, em Juiz de Fora, Minas Gerais. Depois de reestrear no banco o entrar apenas no final contra o Atlético-MG, ele, dessa vez, teve a chance de começar jogando, mas pouco apareceu.


Na partida, Pimpão conseguiu apenas duas finalizações em 90 minutos. Por outro lado, acertou 25 passes de 29. Ou seja, técnica não é o problema do atacante, que reconhece a falta de ritmo.


- Gosto de marcar, ajudar o ataque taticamente dentro de campo. É o meu estilo de jogo. Não importante se faço gol ou não, pois ele vem naturalmente. Ritmo de jogo a gente pega jogando e não em treinamentos. Acabei cansando um pouco - disse ele, que foi substituído no segundo tempo.


Mesmo deixando a zona do rebaixamento, Pimpão sabe que o time precisa acertar algumas coisas para começar reagir no Campeonato Brasileiro. Nos últimos três jogos, por exemplo, o Botafogo levou oito gols. Segundo ele, os jogadores sabem disso.


- Um grupo que está unido, fechado... Temos que corrigir alguns detalhes, mas estou feliz e vamos levantar esse grupo da melhor maneira para fazer grandes jogos, principalmente fora de casa.


Com 15 pontos, o Botafogo subiu para 15ª colocação e deixou a zona de rebaixamento. O elenco está de folga na segunda e se reapresenta na terça, quando já começa a se preparar para o duelo próxima rodada diante do Coritiba, sábado, às 16h30, no Couto Pereira.


Fonte: GE/Por Felippe Costa/Rio de Janeiro