terça-feira, 5 de julho de 2016

Solução caseira? Média de um gol por tempo de Sassá freia obsessão por 9


Em seus últimos 5 jogos, atacante jogou 267 minutos, marcou 6 gols e tem média de um gol a cada 44 mininutos. Saída de Ribamar e lesão de Canales abrem brecha







A busca por um camisa 9 é uma obsessão do Botafogo desde o início do ano. Por ali Ricardo Gomes já testou Luís Henrique e Ribamar. Contratado em maio, Canales chegou machucado e ainda não tem previsão de estreia. A solução, no entanto, pode estar mais próxima do que se imagina. Na função de centroavante, Sassá desandou a marcar gols. Foram seis nos últimos cinco jogos em que esteve em campo (confira no vídeo acima).

Os números impressionam. Em seus últimos cinco jogos, Sassá começou como titular em apenas três (América-MG, Corinthians e Santa Cruz). Em nenhum deles ficou 90 minutos em campo. Desde a partida contra o Vitória, quando retornou após lesão muscular, o atacante jogou 267 minutos e marcou seis gols. Média de um gol a cada 44 minutos e meio. Melhor dizendo, um gol por tempo.


Veja também:Snap GE: fanfarrão, Sassá revela seu pânico e tática para conquistar esposa

Os números evidenciam o bom momento, mas alertam para um outro problema. Sassá pode ser a solução, mas tem jogado pouco. Fora da reta final da Série B e de praticamente todo Carioca – jogou apenas alguns minutos da final contra o Vasco -, o atacante passou por um longo período (seis meses) de inatividade por conta de uma cirurgia no joelho. Desde então, ele vem convivendo com problemas musculares e encontra dificuldades para ter uma boa sequência.

- O Sassá teve uma lesão grave ano passado, voltou com muita vontade, mas ainda sente um pouco na parte física. Acredito que no próximo jogo ele já estará bem melhor – disse Ricardo Gomes, após a vitória sobre o Santa Cruz, quando Sassá mais uma vez deixou sua marca, mas aguentou apenas 45 minutos em campo.
 
Sassá pode ser a solução para a camisa 9 do Botafogo (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

Sassá é o artilheiro do Botafogo no Campeonato Brasileiro com seis gols, quatro a menos do que Gabriel Jesus, maior goleador da competição. O atacante também é o principal artilheiro alvinegro na temporada (7 gols), apesar de só ter feito sua primeira partida no ano no dia 28 de abril, contra o Coruripe, pela Copa do Brasil.

Números de Sassá nos últimos cinco jogos:

6 gols em 267 minutos (média de um a cada 44,5)
76,5% de acerto nas finalizações

O Botafogo ainda busca o centroavante para o elenco, especialmente após negociar Ribamar com o futebol europeu. Desde o fim do ano passado, além de Canales, o clube carioca tentou as contratações de Jorge Ortega, Rafael Moura, William Pottker, Kleber Gladiador, Barcos, Junior Dutra e sondou Navarro e Gilberto, ex-Vasco.

Como deixou o jogo contra o Santa Cruz com dores musculares, Sassá será examinado nesta terça-feira, na reapresentação do Botafogo. Por ora, ele é dúvida para a partida contra o Coritiba, no sábado. Se tiver condições, será mais uma oportunidade para Sassá provar que pode ser o camisa 9 que o Botafogo tanto busca.



Fonte: GE/Por Marcelo Baltar e Matheus Palmieri/Rio de Janeiro