segunda-feira, 18 de julho de 2016

Xô, uruca! Salgueiro desencanta e tem chance de mudar trajetória no Bota


Badalada contratação no início do ano, uruguaio entra no segundo tempo, muda a história do clássico contra o Flamengo e marca após 24 jogos com a camisa alvinegra





Não foi algo planejado, mas a entrada de Salgueiro mudou a cara do clássico. Terceira substituição e última tacada de Ricardo Gomes, o uruguaio entrou no lugar de Bruno Silva quando o Botafogo perdia por 3 a 1 para o Flamengo, neste sábado, na Ilha do Governador. Dez minutos depois, o Alvinegro empatou o jogo que parecia perdido.

Ao lado de Neilton, Salgueiro entrou em campo para incendiar a partida e foi coroado com seu primeiro gol em 24 jogos pelo Botafogo. Um lance que resume a evolução física do atacante e pode representar uma nova história para o uruguaio em General Severiano.

- No início do ano, ele começou muito bem, mas caiu de rendimento depois do Carioca. Isso acontece. Ele não teve problema de adaptação. Foi físico e, consequentemente, a técnica quase desapareceu. Aos poucos, nos treinos, há duas semanas, ele mostra estar voltando a ser o Salgueiro do Campeonato Carioca – elogiou Ricardo Gomes. 

Salgueiro mudou a história do clássico e marcou seu primeiro gol pelo Botafogo (Foto: Vitor Silva / SSpress / Botafogo)


Maior contratação do Botafogo para o Estadual, Juan Salgueiro desembarcou no Rio de Janeiro cercado de expectativa. Teve boas atuações, mas o jejum de gols começou a pesar. No fim de maio, ele recebeu o GloboEsporte.com em sua casa e admitiu que a ansiedade por gols estava atrapalhando.

- Nunca fiquei tantos jogos sem marcar gols. Mas a bola não está entrando. Até por ainda não ter feito gol, há uma pressão um pouco maior. Em algum momento vai chegar e vou desfrutar.

O momento chegou, Salgueiro terá uma semana para desfrutar, mas não pode cochilar. Com contrato até o fim do ano, talvez essa seja a última oportunidade para o uruguaio se afirmar no Botafogo. O desafio agora é conseguir uma brecha no time, uma vez que Ricardo Gomes conta com várias opções para o ataque.


Fonte: GE/Por Marcelo Baltar/Rio de Janeiro