terça-feira, 16 de agosto de 2016

Em dura e solitária rotina de treinos, Jefferson planeja volta em setembro


Goleiro já realiza trabalho com bola, mas ainda tem limitações e evita grandes saltos. Bota acerta retorno de Flávio Tênius especialmente para trabalhar na volta do capitão





Jefferson ja trabalha com bola, mas ainda tem
 limitações (Fotos: Vitor Silva / SSpress)
Sem alarde, discreto, Jefferson trabalha duro para voltar logo ao gol do Botafogo. A recuperação da lesão rara no músculo tríceps do braço esquerdo não tem sido fácil, mas, aos poucos, começa a entrar em sua reta final. O retorno, ainda sem previsão exata, deve ocorrer em setembro.


Longe dos holofotes, sem entrevistas, Jefferson ainda tem treinado separadamente, geralmente antes do elenco entrar em campo. Solitário, o goleiro chega a General Severiano duas horas antes dos demais, faz musculação e depois vai a campo. Quando o grupo vai ao gramado, Jefferson retorna para a academia para finalizar seus treinos.


A dura e solitária rotina se dá em virtude do longo período de inatividade. Jefferson tem realizado trabalho de fortalecimento muscular no braço esquerdo. Desde a semana passada o goleiro vem treinando diariamente com bola, defendendo chutes, realizando alguns movimentos com joelhos e pés, mas ainda tem limitações. Ele já salta nas bolas laterais, mas apenas ajoelhado e com movimentos leves, sem muita força. Jefferson não dá grandes saltos para evitar quedas bruscas. A expectativa é que nas próximas semanas o capitão comece a saltar normalmente e seja liberado para treinar com o restante do elenco.


- O Jefferson vem progredindo bem e já faz trabalhos em campo, mas ainda com limitações. A recuperação dele está ocorrendo de acordo com o planejamento. Não temos ainda um prazo de retorno do atleta. O principal vem sendo o trabalho de fortalecimento muscular - explicou o coordenador médico, Luis Fernando Medeiros.


Ciente da aproximação do retorno de Jefferson, o Botafogo planeja uma preparação especial para seu principal jogador voltar 100% recuperado. Ele vem treinando com os preparadores Jorcey Anísio e Paulo Ruy, mas o clube acertou nesta semana o retorno de Flávio Tênius, preparador apontado como um dos responsáveis por alavancar a carreira do goleiro e amigo pessoal de Jefferson. Flávio chega ao clube para trabalhar, em um primeiro momento, especificamente com o camisa 1.




Jefferson se machucou no dia 12 de maio, na partida contra o Juazeirense, na Copa do Brasil. Na ocasião, ele teve um rompimento parcial do tríceps do braço esquerdo, lesão classificada como rara pelo departamento médico do Botafogo. Ele foi operado em 17 de maio pelo coordenador médico alvinegro, Luis Fernando Medeiros, e retirou a imobilização cerca de cinco semanas depois, quando iniciou a fisioterapia.


Fonte: GE/Por Marcelo Baltar/Rio de Janeiro