segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Com semana livre após um mês, Jair Ventura promove descanso e ajustes


Botafogo terá cinco dias para recuperar fisicamente os jogadores e definir as questões no meio-campo. Airton é desfalque certo e Camilo se tornou dúvida para pegar o Corinthians



Jair Ventura tenta equilibrar o Botafogo para a reta final do Brasileirão (Dudu Macedo/Agência Lancepress!)

Após mais de um mês, o Botafogo vai voltar a ter mais de quatro dias entre um jogo e outro. O time se reapresenta hoje, em General Severiano, e terá treinos até sexta-feira, véspera do duelo contra o Corinthians, na Arena da Ilha. E este tempo será precioso para Jair Ventura. O treinador do Glorioso comemora poder, além de ajustar o time, recuperar fisicamente os comandados. As questões mais importantes a serem resolvidas nos próximos dias são: quem entra na vaga de Airton, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, e a presença ou não de Camilo, substituído no último jogo por dores. Ele está com cansaço muscular e reclama de "perna pesada".

- Foi mais uma precaução. Ele sentiu que era melhor sair para, de repente, não agravar a lesão. Acho que não vai preocupar, não - torce Jair, que trocou o camisa 10 por Leandrinho no intervalo do jogo de sábado, contra o América-MG.

A derrota para o Coelho foi um balde d'água fria nos torcedores mais otimistas, que sonham com o G4. O treinador alvinegro vem, repetidas vezes, falando em, escapar do rebaixamento em primeiro lugar, por melhor que seja a campanha recente do Alvinegro.

De todo modo, após duas derrotas, o Botafogo terá Victor Luis de volta, Rodrigo Lindoso como opção e um time que precisa fazer as pazes com o gol adversário. Desde o dia 18 de setembro, contra o Vitória, a equipe não marca.

- Voltaremos a jogar com o apoio da nossa torcida e é sempre bom jogar em casa. Vamos focar no equilíbrio. A equipe tem que buscar isso não só na parte ofensiva, mas também na defensiva. Vai ser uma semana boa para recuperarmos os atletas e vamos buscar novamente o caminho das vitórias - valoriza Jair Ventura.


Fonte: GE/Felippe Rocha/Rio de Janeiro (RJ)