domingo, 25 de setembro de 2016

Jair revela pedido de Camilo para sair no intervalo: "Quase nem inicia o jogo"


Técnico do Botafogo fala sobre problemas do camisa 10, mas não usa como desculpa para analisar derrota por 1 a 0 para América-MG no Independência: "Tiveram méritos"





Depois da derrota por 1 a 0 para o América-MG no Independência (veja os melhores momentos no vídeo acima), o técnico Jair Ventura tentou explicar em entrevista coletiva os motivos do tropeço fora de casa. Para ele, a equipe mineira foi feliz em sua estratégia de esperar os erros do Botafogo. Além disso, ainda contou com uma baixa que os visitantes tiveram no intervalo: Camilo. Jair disse que foi o camisa 10 quem pediu para deixar o jogo.


Jair observa lance de Botafogo x
América-MG (Foto: MARIELA
GUIMARÃES / AG. ESTADO)
– O Camilo quase nem inicia o jogo. Sentiu incômodo no treino de ontem e fez o teste hoje no vestiário. Se sentiu bem, mas com o campo pesado, a chuva, pediu para sair no intervalo. Mais uma vez uma baixa por lesão atrapalhando a gente. Mas não é desculpa, o mérito foi do América-MG. Conseguiram o objetivo, que foi o gol – analisou o comandante, que acredita na recuperação do meia a tempo da partida contra o Corinthians no próximo domingo.


– Foi mais uma precaução, ele sentiu para de repente não agravar a lesão. Acho que não vai preocupar, não.


Confira outros trechos da entrevista coletiva:

ATUAÇÃO
Não foi surpresa que o América-MG ia jogar nessa estratégia de ficar com os 10 homens atrás da linha da bola, esperando erros nossos. Eles vinham em situação boa, dois empates fora e a vitória contra o Inter. Sabíamos da dificuldade. Quando você joga fora de casa tendo que propor o jogo fica difícil. Tiveram méritos e nós não estávamos no nosso melhor dia na parte da criação.


VOLTA DOS TRÊS VOLANTES
A gente jogou com três volantes muitas vezes na competição. A gente vinha jogando com o Victor (Luis) fazendo a dupla com o Diogo (Barbosa), mas como perdemos o Victor por conta do cartão voltamos com os três volantes. Não foi por causa dos três volantes a derrota, não.

FRUSTRANTE PERDER PARA O LANTERNA?
Nós ganhamos do líder também. Em um campeonato tão disputado, para mim o mais equilibrado do mundo, por isso eu falei. Me perguntaram se era obrigação ganhar, isso é falta de respeito até, falar que é obrigação ganhar do lanterna, um time que vem de quatro jogos sem perder. Vai ser assim, jogar contra os times que estão lá embaixo eles têm uma proposta diferente. Acabam te dando menos espaço para jogar, e cabe a você arrumar uma estratégia para entrar nessa defesa. Hoje não estivemos no nosso melhor dia para quebrar essa retranca, e o América-MG está de parabéns pela vitória, simples.

PESO DA AUSÊNCIA DO SASSÁ
É o vice-artilheiro da competição, faz falta. Em qualquer time do mundo você tirar o seu artilheiro ele vai fazer falta. Mas cabe ao treinador usar suas armas, o que a gente tem. A gente confia em todos os nossos jogadores, hoje a bola não entrou. Paciência, temos que esperar o Sassá voltar. Mas se perdermos o Sassá temos que jogar sem ele. A equipe do Botafogo não pode ser dependente de um jogador, sempre no coletivo, que é o mais importante.

SEMANA LIVRE

Bom uma semana para a gente treinar, a gente volta a jogar com o apoio da nossa torcida, sempre bom jogar em casa. A gente vai focar o equilíbrio, a equipe tem que buscar isso não só na parte ofensiva, mas também na defensiva. Vai ser uma semana boa para recuperar todos os atletas, para que todos tenham condições, e a gente buscar o caminho das vitórias novamente jogando a favor da nossa torcida.


Fonte: GE/Por Thiago Lima/Belo Horizonte