quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Missão impossível? Bota tem 5 tarefas em 90min para sobreviver na Copa BR


À la Tom Cruise, Jair Ventura precisa superar retrospecto, aplicar primeira goleada no ano, atingir feito inédito no Mineirão e quebrar sina no torneio com time desentrosado




"Tan tan tantantantan tantantantan tantantan tararan tararan tararan taran" ♫... Calma, não se trata de mais um filme da franquia "Missão Impossível", que começou em 1996 com o diretor norte-americano Brian De Palma. Mas a sua famosa trilha sonora sai dos cinemas para se encaixar perfeitamente em outro cenário nesta quarta-feira: Mineirão, 21h45 (de Brasília). Após perder por 5 a 2 para o Cruzeiro no Rio de Janeiro, o Botafogo vai precisar transformar um roteiro que caminha para uma eliminação precoce, nas oitavas de final, em um improvável final feliz na Copa do Brasil. Para isso, vale até inspiração de Jair Ventura no agente Ethan Hunt, interpretado por Tom Cruise, diante do desafio de completar cinco tarefas (impossíveis?) em 90 minutos.


À la Tom Cruize? Jair Ventura conseguirá repetir o feito do agente Ethan Hunt em Missão Impossível? (Foto: Arte Esporte)


TAREFA 1: PRIMEIRA GOLEADA EM 2016

O Botafogo precisa ganhar por quatro gols de diferença para se classificar. Ou por três, desde que faça seis gols ou mais – se devolver os 5 a 2, a decisão vai para os pênaltis. Só que nos 52 jogos que disputou em 2016, o Alvinegro jamais marcou quatro vezes. E a única vitória por três de diferença foi o 3 a 0 sobre o Sport em Juiz de Fora, placar que não adianta nesta quarta. Além disso, o Cruzeiro esse ano só perdeu duas das 49 partidas por três gols de diferença: 4 a 1 para o Santa Cruz no Arruda e 3 a 0 para o Atlético-PR no Mineirão.


TAREFA 2: QUEBRAR RETROSPECTO

O Botafogo surpreendeu o Cruzeiro no último confronto, fez 2 a 0 e calou o Mineirão na semana passada. Mas o retrospecto diante do rival ainda é muito desfavorável: em 85 duelos, são 23 vitórias, 26 empates e 36 derrotas, com 104 gols marcados e 125 sofridos – desses 23 triunfos, apenas sete foram no principal estádio de Belo Horizonte. Além disso, na única vez em que se enfrentaram em uma Copa do Brasil, o Alvinegro também levou a pior: caiu nas quartas de final em 2000, após perder por 3 a 2 em Minas Gerais e ficar no 0 a 0 no Maracanã.

Emerson Silva e Bruno Silva devem jogar neste reencontro (Foto: ANDRÉ YANCKOUS/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDO)


TAREFA 3: FEITO INÉDITO NO MINEIRÃO

Das sete vitórias que o Botafogo já obteve sobre o Cruzeiro no Mineirão, em apenas uma conseguiu ganhar por três gols de diferença: foi pelo Campeonato Brasileiro de 1977, 3 a 0 com gols de Mendonça, Gil e Nilson Dias – placar que não lhe serve nesta quarta. Para se classificar, precisará balançar a rede ao menos quatro vezes no estádio diante da Raposa, algo que nunca conseguiu. Os demais triunfos alvinegros no palco neste confronto foram: 1 a 0 em 1969 (Taça Brasil), 1 a 0 em 1969 (Torneio Roberto Gomes Pedrosa), 1 a 0 em 1981 (amistoso), 3 a 1 em 1987 (amistoso), 3 a 2 em 1997 (Brasileiro), e 2 a 0 em 2016 (Brasileiro).


TAREFA 4: ENTROSAR O MISTÃO

Se as primeiras três tarefas já são árduas, imagina encará-las com um time desentrosado? É o que deve acontecer nesta quarta-feira. Priorizando o Campeonato Brasileiro, em que o discurso é pela fuga do rebaixamento, mas na prática há até chance de G-4, Jair Ventura indicou um mistão para a partida. Dos titulares,a tendência é que apenas o goleiro Sidão, Victor Luís, que está suspenso para a próxima rodada da Série A, e Bruno Silva, que retorna de suspensão, joguem. Além de Emerson Silva e Emerson, que disputam uma vaga na zaga. A provável escalação tem: Sidão, Diego, Renan Fonseca, Emerson Silva (Emerson), Victor Luís; Diérson, Lindoso, Bruno Silva, Leandrinho, Salgueiro e Luís Henrique (Rodrigo Pimpão).

Provável time contra o Cruzeiro tem só Sidão, Emerson Silva, Victor Luis e Bruno Silva dos titulares (Foto: Arte Esporte)



TAREFA 5: ESPANTAR O FANTASMA DA COPA BR

O Botafogo participa este ano de sua 23ª Copa do Brasil, mas em apenas sete oportunidades a equipe conseguiu passar das oitavas de final, fase em que se encontra atualmente. Em 1991, chegou às quartas e caiu diante do Coritiba; em 1999, fez sua melhor campanha ao ser o vice-campeão depois de perder a final para o Juventude; em 2000, foi eliminado pelo Cruzeiro nas quartas de final; em 2007 e 2008, alcançou as semifinais diante de Figueirense e Corinthians; e em 2013 e 2014, saiu novamente nas quartas para Flamengo e Santos. O Alvinegro precisa quebrar a sina de eliminações precoces no torneio para buscar o título inédito.


CRUZEIRO X BOTAFOGO

Local: Mineirão, Belo Horizonte (RJ)
Data e horário: quarta-feira, 21h45 (horário de Brasília)
Escalação provável: Sidão, Diego, Renan Fonseca, Emerson Silva (Emerson), Victor Luís; Diérson, Lindoso, Bruno Silva, Leandrinho, Salgueiro e Luís Henrique (Rodrigo Pimpão)
Desfalques: Alemão, Anderson Aquino e Dudu Cearense (jogaram por outros clubes no torneio)
Pendurados: ninguém
Transmissão: TV Globo para MG menos Juiz de Fora, Uberlândia, Ituiutaba e Uberaba (com Rogério Correa, Bob Faria Márcio Rezende Freitas) e SporTV 4 (com Jaime Junior e Henrique Fernandes)
Arbitragem: Marcelo Aparecido R de Souza (SP) apita a partida e será auxiliado por Fabiano da Silva Ramires (ES) e Herman Brumel Vani (SP)


Fonte: GE/Por Marcelo Baltar e Thiago Lima/Belo Horizonte