segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Camilo trouxe mudança "absurda" e é o reforço mais "eficiente", diz Barreto


Apresentador do "Seleção SporTV" afirma que o meia é fundamental em arrancada do Botafogo e transformou o time: "Tem que estar na seleção do campeonato"



De lanterna do Brasileirão, na sexta rodada, à briga por uma vaga na próxima Libertadores: depois de vencer o Figueirense no Orlando Scarpelli, o Glorioso está a um ponto do G-6. Para o apresentador do "Seleção SporTV", Marcelo Barreto, um jogador foi fundamental nessa arrancada: o meia Camilo. O meio-campista estreou na 11ª rodada, com gol e assistência na vitória por 3 a 2 sobre o Internacional, no Beira-Rio. Na visão do jornalista, o camisa 10 trouxe uma grande mudança ao time e é um dos melhores nomes da Série A.


- O Botafogo fez uma mudança no meio do campo, e é impressionante como poucas mudanças resolvem a vida do time. O que o Camilo fez pelo Botafogo é impressionante. Esse rapaz tem que estar na seleção do campeonato, pelo que ele traz de mudança para o time. Talvez tenha sido a contratação mais eficiente do campeonato. O Camilo pode não ser o melhor jogador, mas o que ele traz de mudança de desempenho é um absurdo - disse Barreto.


Camilo comemora gol do Botafogo com Neilton
(Foto: Vitor Silva / SSpress / Botafogo)
O comentarista Lédio Carmona afirma que o Botafogo foi o time que "mais se transformou" no Brasileirão. O jornalista elogiou o trabalho do técnico Jair Ventura, que substituiu Ricardo Gomes durante a competição.


- A maior transformação, a maior metamorfose do campeonato é o Botafogo. A Arena da Ilha ajudou muito, assim como Edson Passos ajudou o Fluminense. Esse é um ponto, mas ultrapassa isso. O time encaixou com o Jair Ventura, e o trabalho do Ricardo Gomes não era ruim. A última rodada do primeiro turno foi a última derrota do Palmeiras, um grande jogo do Botafogo na Arena da Ilha. O Botafogo venceu por 3 a 1, fez um jogo impecável e ainda era o Ricardo Gomes.


O comentarista Ricardo Rocha lembrou que Jair Ventura está no Botafogo desde 2008, por isso conhece características do elenco que um técnico recém-contratado demoraria a perceber.


- O Jair tem oito anos de Botafogo e conhece bem os garotos. Quando o Botafogo precisou de um lateral direito, ele colocou o Emerson, zagueiro, de lateral. E o Emerson jogou muito de lateral. Outro treinador colocaria um jogador mais experiente, não teria dado essa confiança. O Ricardo deixou um trabalho sólido que foi melhorado pelo Jair.


O Botafogo volta a campo nesta quarta-feira, para enfrentar o Internacional, na Arena da Ilha. O Alvinegro pode entrar no G-6 se vencer. Para isso, depende de um tropeço do Atlético-PR diante do Grêmio ou da derrota do Fluminense no clássico contra o Flamengo.


Fonte: GE/Por SporTV.com/Rio de Janeiro