terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Melou! Após briga com empresários, Botafogo desiste de comprar Alemão


Lateral pertence à mesma empresa de Pottker, que estava acertado com o Alvinegro e teve a negociação rompida. Antes cobiçado por Flu e Inter, Ala custaria R$ 600 mil



Alemão posou com um quadro do Botafogo em sua
casa nas férias: lateral não ficará (Foto: Divulgação)
O Botafogo já tinha acertado a forma de pagamento junto ao Bragantino, de R$ 600 mil por 70% dos direitos econômicos, e Alemão já tinha dado declaração comemorando a renovação com o Alvinegro. Mas o lateral-direito não estará na reapresentação do elenco nesta quarta-feira, em General Severiano. Tampouco vai seguir no clube. Por divergência salarial e uma briga com a "Elenko Sports", a diretoria desistiu da compra. O ala de 26 anos, que tem mais contrato com o time paulista até dezembro, volta a ser opção no mercado, onde foi cobiçado por Fluminense e Internacional antes de encaminhar a então permanência.


O GloboEsporte.com apurou que Alemão até já se despediu de alguns companheiros. Curiosamente, a dispensa se dá poucos dias após a briga com o grupo de empresários que administra a carreira do ala e também de William Pottker, atacante da Ponte Preta com quem o Botafogo chegou a fechar a contratação, mas que foi rompida semana passada pelos agentes. Lucca, do Corinthians, também era um dos alvos que estava negociando e pertence à "Elenko". A diretoria, antes disposta a parcelar uma antiga dívida de R$ 7 milhões com o grupo, ficou indignada e cortou as relações com a empresa.

Mesmo sem Alemão, o Botafogo ainda conta com quatro laterais-direitos: Luis Ricardo, que volta de lesão durante a pré-temporada, Jonas, contratado junto ao América-MG, Diego, que deve ser emprestado, e Marcinho, recém-promovido das categorias de base. O Alvinegro se reapresenta na manhã desta quarta-feira com seis caras novas no elenco: além de Jonas, serão novidade o meia Montillo, o centroavante Roger, o volante João Paulo, o lateral Gilson e o goleiro Gatito Fernández. Emerson Silva e Victor Luis renovaram seus contratos por mais um ano.
Fonte: GE/Por Felippe Costa, Marcelo Baltar e Thiago Lima/Rio de Janeiro