quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Alô, fase de grupos! Cinco razões para Bota acreditar na vitória contra Olimpia


Jogadores com moral, time praticamente completo, apoio da torcida, retrospecto com gringos no Niltão e paraguaios penando em mata-mata com brasileiros dão confiança



Round 2! Depois de despachar o Colo-Colo, do Chile, o Botafogo inicia nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), no Estádio Nilton Santos, mais uma luta para chegar à fase de grupos da Taça Libertadores da América. O próximo obstáculo tem o nome de Olimpia e vem do Paraguai. Por mais que o desafio seja árduo, contra um adversário de tradição no torneio – já disputou sete finais e ganhou três –, que o time de Jair Ventura tenha sido vazado em todos os jogos oficiais em 2017 e que terá uma mudança de última hora no gol, os torcedores podem ficar otimistas.


O GloboEsporte.com apresenta cinco motivos para acreditar na vitória do Alvinegro esta noite:


01- TIME COM MORAL
Está difícil? Chama o Pimpão! Atacante virou herói contra o Colo-Colo no Chile e está cheio de moral (Foto: Reuters)

O time não está bem no Campeonato Carioca? E daí, indagam os torcedores? O foco é e sempre foi a Libertadores, onde o Botafogo mostrou sua força e calou os críticos eliminando a copeira equipe do Colo-Colo dentro de um caldeirão chamado Monumental, lá no Chile. O placar agregado de 3 a 2 encheu os jogadores de moral para enfrentar agora nada menos do que o "Rey de Copas" e sua tradição como tricampeão continental. Que o diga Pimpão, herói em Santiago e mais motivado do que nunca para os próximos desafios.


02- FORÇA QUASE MÁXIMA
Camilo se recuperou da dor na coxa direita e vai para o segundo jogo ao lado de Montillo (Foto: Satiro Sodré / SSPress)

Jair Ventura pode não estar com 100% à disposição, mas tem força quase máxima. Exceto por Luis Ricardo, Jefferson e Gustavo Bochecha, que estão se recuperando de graves lesões, a única baixa será o goleiro Gatito Fernández. Helton Leite o substitui. Fora isso, o time estará completo em relação ao que vinha atuando. Sem mais dores na coxa, Camilo volta, e Montillo, que também tinha um problema no adutor, está confirmado para o duelo. O xerife Carli também retorna, mas ficará como opção no banco de reservas pelo longo tempo de inatividade.


03- TORCIDA
Torcida do Botafogo deu show com mosaico contra o Colo-Colo e quer bis diante do Olimpia (Foto: Divulgação / Botafogo)

A fórmula já deu certo na estreia da Pré-Libertadores, e 38.357 torcedores empurraram o time na vitória por 2 a 1 sobre o Colo-Colo. A expectativa é de casa cheia novamente: a carga total é de 44.500, e cerca de 27 mil foram vendidos antecipadamente, sendo que dois setores foram esgotados na última terça-feira: Norte e Leste inferior. Há ainda a promessa de mais um show com mosaico 3D, como aconteceu contra os chilenos: 21 mil peças foram usadas para formar a mensagem "Lutem por nós", enquanto subia a imagem de um cachorro uniformizado, um dos símbolos do clube, em meio a fumaças no chão, proporcionando um efeito tridimensional.

04- FATOR NILTON SANTOS
Aqui, não! Alvinegro tem bom desempenho contra estrangeiros no Nilton Santos (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)


E para animar, números na mesa. O Botafogo tem ótimo retrospecto contra equipes estrangeiras no Nilton Santos. Este será apenas o segundo jogo no estádio inaugurado em 2007 pela Libertadores, mas o palco já recebeu ao todo nove confrontos com gringos, e o Alvinegro leva vantagem: são cinco vitórias (1 a 0 River Plate-ARG pela Sul-Americana de 2007; 4 a 0 Viking-NOR em amistoso em 2008; 3 a 1 América de Cali-COL pela Sul-Americana de 2008; 2 a 0 Emelec-EQU pela Sul-Americana de 2009 e 2 a 1 Colo-Colo-CHI pela Libertadores de 2017), dois empates (2 a 2 Estudiantes-ARG pela Sul-Americana de 2008 e 1 a 1 Santa Fé-COL pela Sul-Americana de 2011) e duas derrotas (1 a 3 Cerro Porteño-PAR pela Sul-Americana de 2009 e 0 a 1 Shandong Luneng-CHI em amistoso em 2015).


05- RETROSPECTO RIVAL
Olimpia perdeu quatro mata-matas com brasileiros na Libertadores, inclusive a final de 2013 no Mineirão (Foto: Reuters)

E por falar em retrospecto, as estatísticas também mostram que o Olimpia tem dificuldades quando encontra algum brasileiro em duelos mata-mata pela Libertadores: em oito duelos, a equipe foi eliminada em quatro (para o São Paulo na semifinal de 1994; para o Grêmio nas oitavas de final em 1995 e 2003 e para o Atlético-MG na final em 2013), e em outras quatro saiu ganhadora (contra o Internacional na semifinal de 1989; contra o Grêmio na semifinal de 2002; contra o São Caetano na final de 2002 e contra o Fluminense nas quartas de final de 2013). Botafogo pode ser a próxima pedra no sapato dos paraguaios.

Provável escalação contra o Olimpia tem Helton Leite no gol e segunda vez da dupla Camilo & Montillo (Foto: Arte Esporte)


BOTAFOGO X OLIMPIA

Local e horário: quarta-feira, às 21h45, no Estádio Nilton Santos (Rio de Janeiro)

Time provável: Helton Leite, Jonas, Marcelo, Emerson Silva e Victor Luis; Airton, Bruno Silva, Camilo e Montillo; Pimpão e Roger
Desfalques: Luis Ricardo, Jefferson, Bochecha e Gatito Fernández (departamento médico)
Pendurados: Jonas

Transmissão: TV Globo para RJ, SC, MG (Juiz de Fora, Uberlândia, Ituiutaba e Uberaba), ES, GO, TO, MS, MT, BA, SE, AL, PB, RN, PI, MA, PA, RO, AC, RR, AP e DF (com Luis Roberto Junior e Renato Marsiglia) e SporTV (com Luiz Carlos Jr, Lédio Carmona e Paulinho Criciúma)
Arbitragem: o trio de arbitragem é equatoriano, formado pelo juiz Roddy Zambrano e seus assistentes Juan Macias e Luis Vera.


Fonte: GE/Por Marcelo Baltar e Thiago Lima/Rio de Janeiro