sexta-feira, 21 de abril de 2017

Justiça seja feita: Jair elogia goleiro do Barcelona e cita frustração por falta de gols


Botafogo sofre, mas assegura empate nos minutos finais e se mantém no topo do Grupo 1 da Libertadores


Jair Ventura elogia goleiro do Barcelona em jogo apertado no Equador (Foto: AP Photo/Dolores Ochoa)

O Botafogo sofreu. Sofreu logo de cara, com um pênalti desperdiçado no segundo minuto de jogo. No Equador, o time de Jair Ventura sofreu sequência frustrante de falhas em campo. A bola quase entrou, várias vezes. Mas, no clichê do futebol, quem não faz, leva. Em casa, o Barcelona de Guayaquil abriu o placar aos 31 do primeiro tempo. O empate só veio aos 43 do segundo tempo, com um novo pênalti, dos pés de Sassá. Jogo apertado, sem muita "justiça futebolística", avaliou o técnico botafoguense.


- O futebol não tem justiça. Nós fizemos a melhor exibição no ano. Um resultado, com todo respeito ao adversário, não foi bom. Fizemos dois jogos fora e voltar com quatro pontos não é ruim. Fica uma tristeza por não ter feito os gols. Consegui repetir a equipe e vai ganhar padrão.


E se o tópico inicial da entrevista pós-jogo foi justiça, justiça foi feita por Jair ao parabenizar Banguera, goleiro do Barcelona.


- O melhor jogador da partida foi o goleiro deles. Só tenho que dar parabéns ao time. O Sassá ganhou mais força, um jogador da última bola. Estava revoltado com a perda dos gols. Bom que fez e homenageou o filho que nasceu.






Avaliação do Barcelona

- O Barcelona é um time muito rápido e pode ser ainda mais perigoso jogando fora de casa, mas estamos 100% no Rio de Janeiro e tenho certeza que, com a ajuda da nossa torcida, temos tudo para vencer. Não quer dizer que vamos conseguir a vitória, mas o fator casa na Libertadores conta muito. Creio que com 10 pontos nos classificamos, pelo menos, em segundo.


Grupo 1 apertado

- Esse grupo é muito difícil e vai ser decidido nas últimas rodadas. Está muito parelho. Quem for mais eficiente vai conseguir a classificação.


Pênalti desperdiçado no início do jogo


- Se converte um pênalti com um minuto facilitaria muito. Mas a equipe vem se mostrando muito madura, sempre organizada. A equipe está de parabéns pelo que vem apresentando. Continuamos criando oportunidades.


Fonte: Por Felippe Costa, Guayaquil, Equador