sexta-feira, 7 de abril de 2017

Maicon? Só se for depois. Com pressa, Bota procura lateral-direito para ontem


Diretoria adota discurso de não pensar em negociação, mas internamente dirigentes não descartam contratação futuramente. Com carência no setor, clube irá ao mercado






O Botafogo precisa de um lateral-direito. Maicon precisa de um clube. Tem tudo para dar "match" – expressão para mútuo interesse em aplicativo de encontros em celulares –, mas é bom a torcida, empolgada com a notícia, não criar expectativas. O namoro só pode vir a se tornar algo sério no futuro. Por ora, a diretoria adotou um discurso de rechaçar qualquer possibilidade de negociação com o jogador, que precisaria de pelo menos um mês para recuperar a forma, fora o tempo para readquirir ritmo de jogo. Sem peças disposíveis para a posição e com pressa, o Alvinegro decidiu ir ao mercado procurar um reforço para ontem.



– Ele só pediu autorização para treinar e entrar em forma, partiu dele. É um jogador que está parado há muito tempo. A gente precisa repor a lateral depois dessas infelicidades. Não podemos esperar muito tempo. Ele pediu para treinar conosco, o Jair concordou, mas não há negociação nenhuma com o Botafogo – afirmou o presidente Carlos Eduardo Pereira.


Em entrevista à Rádio Globo na quinta-feira, o presidente chegou a dizer que Maicon, de 35 anos, não tem o perfil procurado pelo clube. Mas, internamente, dirigentes não descartam a contratação dependendo da evolução física do lateral e da pedida salarial. O nome, alvo do clube em setembro do ano passado, agrada a Jair Ventura e comissão técnica. Eles terão o prazo de recondicionamento do jogador para convencer a diretoria do investimento.


Pai de Maicon diz que filho só precisa de ritmo: "Saúde tem de sobra"


No primeiro treino, o ala foi visto conversando com o técnico, o vice-presidente de futebol, Cacá Azeredo, e o vice de estádios, Anderson Simões. Por seu currículo vitorioso, com direito a título da Liga dos Campeões em 2010 com o Inter de Milão, da Itália, e duas Copas do Mundo com a Seleção, em 2010 e 2014, Maicon também tem o respeito dos jogadores. Inclusive já foi companheiro do ídolo alvinegro Jefferson vestindo a camisa do Brasil.


– É um cara que a gente acompanhou, carreira vitoriosa, excelente profissional. Está vindo manter a forma física, o Botafogo acolheu da melhor maneira, sempre bom estar em um ambiente de jogadores vitoriosos. Com ele não é diferente, todos torcemos por ele na Seleção, cara exemplo, para nós vai somar bastante. Temos o Luis (Ricardo) voltando, Jonas machucou, Marcinho agora... Nós sempre acolhemos super bem os jogadores que chegam, vamos fazer o mesmo se ele for contratado. A gente fica na torcida, é um cara super vitorioso – disse Emerson Silva.


Com Maicon fora dos planos no momento, sem Jonas e Marcinho – que romperam o ligamento do joelho e devem perder o restante da temporada –, e com Luis Ricardo – recém-recuperado de uma fratura no tornozelo – sem ritmo de jogo, o Botafogo mapeia o mercado. Mas não tem nenhum alvo definido ainda. Um reforço imediato poderia até ser inscrito na reta final do Carioca no lugar de algum dos machucados, com base no artigo 35 do regulamento geral de competições da Ferj – assim como fez com Sassá no ano passado. Porém, na Libertadores, só a partir das oitavas de final.


Por enquanto, as opções para ocupar a "temida" lateral direita são: o meia Fernandes, que vem treinando na função e deve ser o titular na semifinal da Taça Rio contra o Fluminense neste domingo; o volante Matheus Fernandes, que já foi improvisado no setor na base; e o zagueiro Emerson Santos, que já jogou como ala com o próprio Jair no fim do ano passado, mas perdeu espaço diante do impasse para sua renovação de contrato. Ele pode voltar a ser utilizado, principalmente na Libertadores, onde foi inscrito para a fase de grupos.


Fonte: GE