quinta-feira, 29 de junho de 2017

Galo se segura com um a menos, vence o Botafogo e leva vantagem para o Rio


Após expulsão de Fred, time carioca joga com um a mais durante quase todo segundo tempo, mas não consegue furar a defesa do Atlético-MG, que vence com gol de Cazares






O gol de Atlético-MG 1 x 0 Botafogo pelas quartas de final da Copa do Brasil



No primeiro jogo do duelo de alvinegros das quartas de final da Copa do Brasil, o time mineiro levou a melhor sobre o carioca. Jogando em casa, o Atlético-MG usou a pressão da torcida para fazer 1 a 0 no Botafogo. Cazares, logo aos sete minutos, marcou o único gol da partida no Independência. Apesar do gol no ínicio, o Galo sofreu bastante pressão da equipe botafoguense, que jogou com um a mais desde o início do segundo tempo, após expulsão de Fred.



Cazares dá a vitória ao Atletico-MG sobre o Botafogo no confronto de ida das quartas de final da Copa do Brasil (Foto: Agência Estado)


O confronto da volta entre Atlético-MG e Botafogo será no dia 26 de julho, às 19h30, no Engenhão. Para se classificar, o Atlético-MG joga por um empate ou qualquer derrota por um gol de diferença, desde que marque um gol. O Botafogo precisa vencer por dois ou mais gols para se classificar para a semifinal. Vitória carioca por 1 a 0 leva a decisão para os pênaltis.


JOGO

Os mais de 19 mil torcedores presentes no Independência viram cedo que a dupla Cazares e Robinho estava em grande noite. Bastaram sete minutos para o camisa 7 deixar o meia equatoriano na medida para fazer 1 a 0 e explodir o Horto. A pressão inicial do Galo quase se transformou em 2 a 0 aos nove minutos, mas Fred errou uma cabeçada livre. Bastante nervoso em campo e já amarelado, o camisa 9 voltou a perder boa chance aos 24, errando chute da entrada da área.



O Botafogo só conseguiu levar perigo ao gol de Victor aos 33 minutos, após cruzamento de Victor Luis. A bola passou por todo mundo, menos por Bruno Silva, que não conseguiu mandar para às redes, desperdiçando a chance do empate ainda na primeira etapa.


A segunda etapa foi completamente diferente da primeira, principalmente porque logo aos nove minutos, Fred cometeu falta em Lindoso, levou o segundo amarelo e foi expulso pelo árbitro Dewson Freitas. Foi o estopim para o Botafogo pressionar e quase empatar com Bruno Silva, que só não guardou porque Fábio Santos salvou na hora "H".



Fred levou os segundo amarelo no início do segundo tempo e deixou o Atlético-MG com um a menos (Foto: Agência Estado)


Para tentar arrumar o time mineiro, Roger Machado colocou Otero e Rafael Moura, aliviando um pouco a pressão do adversário. No ataque, o Botafogo não manteve o ritmo intenso e, mesmo rondando bastante a área atleticana, não conseguiu empatar. Na única chance que teve com um jogador a menos, o Galo só não ampliou porque Gatito fez um milagre, evitando gol de Rafael Moura de dentro da pequena área, garantindo a desvantagem mínima para o jogo da volta, no Rio. No fim, o árbitro ainda expulsou o técnico Roger Machado, por reclamações, que assistiu os últimos minutos da partida fora do banco de reservas.


Fonte: GE/Por Rafael Araújo, de Belo Horizonte