domingo, 2 de julho de 2017

Corinthians insiste, supera Gatito, vence misto do Botafogo e mantém folga


Recuado e bem organizado, cariocas quase conseguem segurar pressão do líder com grande atuação de Gatito. Após perder pênalti, Jô marca e garante 9º vitória. Timão mantém vantagem na tabela





Gol do Corinthians! Após briga na área, Jô marca aos 33' do 2º Tempo


Não foi fácil, em certo momento parecia que não iria acontecer, mas o Corinthians conseguiu mais uma vitória e segue passeando no Brasileirão. Neste domingo, em seu estádio, a equipe paulista venceu por 1 a 0 o valente time misto do Botafogo, que poupou cinco titulares. Jô marcou o único gol do jogo e se redimiu, após ter cobrança de pênalti defendida por Gatito.


Invicto há 25 jogos e há mais de três meses, o Corinthians tem o melhor início de uma equipe na era de pontos corridos do Brasileirão e segue tranquilo na liderança, com 29 pontos, nove vitórias e dois empates. Com 15 pontos, o Botafogo caiu duas posições e está em 9º. No próximo sábado, o Timão recebe a Ponte Preta, enquanto o Glorioso pega o Atlético-MG, no domingo, no Nilton Santos. Antes, no entanto, a equipe de Jair viaja a Montevidéu para enfrentar o Nacional-URU, na quinta, pelas oitavas da Libertadores.



João Paulo observa Bruno Silva dar o carrinho em Jô (Foto: Marcos Ribolli)


Goleiros apenas observam

O jogo começou com um desenho claro. Com um time misto, fora de casa, contra o líder do campeonato, o Botafogo decidiu esperar. E deu o campo para o Corinthians. A estratégia, em partes, deu certo. O Timão ficou com a bola, teve volume de jogo e chegou a ter 77% de posse. Chances, porém, foram raras. A equipe paulista tentava, e o Glorioso afastava. A primeira finalização da partida ocorreu somente após 27 minutos, em cabeçada por cima do gol de Jô. Alguma emoção, apenas nos minutos finais da primeira etapa. O Botafogo teve a chance de sair na frente com João Paulo, que escorou rente à trave cruzamento de Bruno Silva. Nos acréscimos, o Corinthians respondeu com bom chute de Maycon, que passou pertinho do gol de Gatito.



Arbitragem marcou pênalti de Marcelo em Arana em falta fora da área. Gatito defendeu cobrança de Jô (Foto: Marcos Ribolli)


Gatito defende (quase) tudo; Jô decide

O Corinthians retornou do intervalo com Marquinhos Gabriel no lugar de Gabriel, mas não foi a única mudança. O time voltou com outra atitude e partiu para cima do Botafogo. Só deu Timão. Com menos de cinco minutos, Rodriguinho teve duas boas chances, mas parou em Gatito. Aos sete, o paraguaio voltaria a ser protagonista. Marcelo derrubou Arana fora da área, mas o Rodolpho Toski Marques errou e marcou pênalti. Jô cobrou mal, e Gatito defendeu. A defesa esfriou a Arena, mas não desanimou a equipe paulista.


O Botafogo raramente passava do meio de campo. As principais oportunidades do Corinthians, no entanto, geralmente eram em jogadas de bola parada. Mas de tanto insistir, o Timão à vitória. Após sensacional jogada do jovem Pedrinho, que acabara de entrar, Gatito pegou chutes dois chutes à queima-roupa, mas não conseguiu segurar a terceira finalização, de Jô. Placar justo pela perseverância, uma vez que a equipe carioca sequer finalizou na etapa final.


Fonte: GE/Por GloboEsporte.com, São Paulo