sábado, 1 de julho de 2017

Olho no prazo! Airton, Lindoso e mais 11 ficam livres para assinar pré-contrato


A partir deste sábado, Botafogo perde "prioridade" e pode ter concorrência sobre jogadores com vínculo só até dezembro. Após renovar com quatro, clube ainda tem outros 13 nessa situação





Lindoso e Luis Ricardo estão entre os 13 "livres" do Botafogo (Foto: Satiro Sodré/SSPress/Botafogo)

Dos jogadores com contrato até dezembro, o Botafogo renovou com Bruno Silva, Pimpão, Igor Rabello e Jefferson, sendo que o goleiro ainda não assinou, mas chegou a um acerto verbal com a diretoria na sexta-feira, último dia de "prioridade" do clube. A partir deste sábado, 1º de julho, outros 13 atletas que têm só mais seis meses de vínculo estão livres para firmarem pré-contrato com qualquer equipe, o que pode fazer aumentar a concorrência do Alvinegro. Entre o grupo, estão nomes com status de titular, como Airton, Lindoso e Luis Ricardo, recém-recuperado de lesão.


No início da temporada, a ideia da diretoria era chegar neste momento com o contrato prorrogado de todos que estão nos planos, mas não conseguiu cumprir 100% da meta. Três dos 13 jogadores já foram procurados para renovar, mas ainda estão em fase de negociação. Os outros 10 têm situações indefinidas, mas alguns já caminham para o fim da passagem por General Severiano. Além disso, há dois emprestados que não se encaixam no cenário de estar livre para assinar pré-contratos, mas cujos vínculos atuais também terminam em dezembro.

Confira caso a caso:


AIRTON

O Botafogo já o procurou, e as partes vem conversando desde fevereiro, mas sem conseguirem entrar em acordo financeiro. Com a grave lesão do volante, que fraturou a fíbula e ficará três meses de molho, as negociações esfriaram, mas ele segue nos planos.



Airton vem negociando a renovação desde fevereiro (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)


ARNALDO
Há pouco tempo no clube, o lateral-direito, primeiro reforço para o segundo semestre, vai fazer ainda o seu décimo jogo com a camisa alvinegra. Apesar das poucas partidas, já conseguiu mostrar serviço e tem grandes chances de ser procurado para renovar.

DUDU CEARENSE
Não tem sido muito utilizado este ano: jogou só 17 das 37 partidas até agora, quase sempre entrando nos minutos finais. É uma das lideranças do grupo e responsável pelo ambiente descontraído. Mas pela idade avançada, 34 anos, pode não ficar.

EMERSON SANTOS
Procurado diversas vezes, as partes nunca chegaram a um acordo para a renovação. Nos últimos dias, a diretoria entrou em contato mais uma vez com o empresário do zagueiro, mas apresentou a mesma proposta de dezembro e recebeu outra resposta negativa. Aos 22 anos e especulado por equipes da Itália, ele dificilmente vai ficar.



Cobiçado na Itália, Emerson Santos deve sair em dezembro (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)


EMERSON SILVA

Titular até o início da Libertadores, o zagueiro se machucou e perdeu espaço nos últimos meses, mas voltou a ser titular na Copa do Brasil. Apesar de ser um dos poucos do elenco que atuam pelo lado esquerdo da zaga, tem o futuro incerto, até pela idade avançada (34 anos).

GILSON

Embora seja reserva no atual elenco, também é um dos mais utilizados, tendo disputado 19 jogos até aqui. Com a carência na lateral esquerda, e sem garantia da permanência do titular Victor Luis, ele ainda pode ser procurado para renovar.

GUILHERME
O atacante está emprestado pelo Grêmio até dezembro e, como tem vínculo longo por lá, o Botafogo não corre o risco de ele assinar pré-contrato com outro clube. Mas vai ter que negociar com o Tricolor se quiser mantê-lo. Jovem, aos 22 anos, tem oscilado bastante.

JONAS

O lateral-direito teve pouco tempo para mostrar serviço, já que rompeu os ligamentos do joelho em março e só deve voltar em setembro. Com a contratação de Arnaldo e o retorno de Luis Ricardo, o ala de 30 anos só deve ficar se um dos dois sair.



Fora dos planos, Renan Fonseca deve encabeçar a barca (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)


LUIS RICARDO
Titular absoluto até a grave lesão no tornozelo ano passado, o experiente lateral-direito teve uma longa recuperação. Só voltou a ser relacionado nesta semana, mas ainda não jogou e desperta dúvidas. Sua renovação vai depender se ele conseguirá voltar em alto nível.

RENAN FONSECA
Há dois anos no clube, viveu altos e baixos, mas do ano passado para cá perdeu espaço drasticamente e sequer foi inscrito na Libertadores. Por ter salário alto, ser alvo da torcida, e não ter aceitado ser emprestado ao Náutico, não deve ter seu contrato renovado.

LINDOSO
Situação parecida com a de Airton. O volante, que vem sendo titular com Jair Ventura, foi procurado nas últimas semanas para prorrogar o vínculo, mas as partes ainda negociam valores e estão longe de um acordo. No entanto, ele faz parte dos planos e deve ficar.

ROGER

Contratado para ser o homem-gol, o centroavante foi muito contestado no início pela torcida, mas engatou recentemente bons jogos, gols e assumiu a artilharia do time em 2017 com 10 gols. Sua sequência da temporada definirá ou não a permanência.



Emprestado pelo Palmeiras, Victor Luis teria que ser comprado pelo Bota (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)


SAULO
Com a renovação de Jefferson, a boa fase de Gatito e a presença de Helton Leite como terceiro goleiro, ele dificilmente terá oportunidades. Mas, por ter 22 anos e ser visto com potencial, pode ter o contrato ampliado e ser emprestado para ganhar experiência.

VICTOR LUIS

Situação similar à de Guilherme. Emprestado pelo Palmeiras, virou titular incontestável da lateral esquerda, criou identidade com o clube e caiu nas graças da torcida. A intenção da diretoria é mantê-lo, mas como ele tem vínculo longo com o Alviverde, vai precisar negociar.

VINICIUS TANQUE
Revelação do clube, o centroavante também é novo (22 anos), mas não tem o mesmo prestígio de outros pratas da casa. Depois de já ter sido emprestado e ainda assim não conseguir se firmar, voltou para o fim da fila dos atacantes e não deve renovar.


Fonte: GE/Por Marcelo Baltar e Thiago Lima, Rio de Janeiro