quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Presidente eleito fala dos planos para Bota e diz: 'Chega de humilhações'


Carlos Eduardo Pereira, que comandará o clube nos próximos três anos, disse que gestão será pautada pela ética e que o desejo é unir o clube




Eleições do Botafogo - Carlos Eduardo Pereira (Foto: Rossana Fraga/LANCE!Press)
Carlos Eduardo Pereira quer mudar o Botafogo
(Foto: Rossana Fraga/LANCE!Press)
Eleito como novo presidente do Botafogo para dirigir o clube pelos próximos três anos, Carlos Eduardo Pereira concedeu a primeira entrevista como mandatário alvinegro ainda na madrugada desta quarta-feira. Com o clube mergulhado em uma crise financeira e o time praticamente rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro, o dirigente prometeu trabalhar para unir e resgatar a credibilidade do clube, mas reconheceu que o ano de 2015 será muito difícil para o Glorioso.

- É uma responsabilidade muito grande. Ética e transparência, este será o tom desta gestão. Tudo será discutido e debatido. As urnas nos passaram uma mensagem de que é muito importante unir o clube, este será nosso desafio. Temos que ter consciência de que 2015 será um ano extremamente difícil. O quadro social entendeu nosso trabalho. Estamos muito orgulhosos. O Botafogo precisa resgatar sua credibilidade, chega de humilhações. Esse ano foi duro para a torcida. Temos que marcar um reencontro com o velho Botafogo, o clube que todos nós aprendemos a amar - afirmou o novo presidente.

Carlos Eduardo Pereira substituirá a Mauricio Assumpção, que comandou o clube por dois mandatos consecutivos. O novo mandatário falou ainda sobre os planos dele e da nova diretoria para comandar o Botafogo dentre outros assuntos. Confira abaixo os principais trechos trechos da entrevista com o novo mandatário alvinegro:

Primeira atitude como presidente

O mais importante é transmitir para os eles (jogadores e comissão técnica) que eles não estão mais soizinhos. O Botafogo tem nova diretoria, novo presidente. Vamos apoiar esse plantel. Teremos duas partidas decisivas. Não temos o direito de aceitar uma derrota antes do tempo. é realmente muito difícil, mas temos que lutar. Contamos com eles, que têm sido de muita dedicação e empenho.

Botafogo na Série B do Campeonato Brasileiro

Vamos trabalhar independentemente da série.

Adesão ao refis (Parcelamento das dívidas fiscais)

Temos duas ações. O Botafogo tem os recursos, mas estão bloqueados. Como o refis está resolvido, esperamos que os nossos advogados consigam a liberação dessa quantia e resolver essas duas parcelas do refis.

Carlos Alberto Torres na diretoria e coodenação do departamento de futebol

Carlos Alberto vai nos ajudar muito, tem prestigio internacional. Temos a captação de recursos para 2015. Temos um elenco de providências para tomar em 2015. A diretoria, ainda estamos definindo. Com certeza, o homem do futebol será pessoa uma competente.

Ato trabalhista

Se conseguirmos resolver a questão do ato trabalhista, vamos partir para negociação dura com credores individuais. Eles terão que entender que 2015 sera um ano difícil.

Jefferson

É fundamental para o planejamento em 2015. Só não fica se não quiser.

Auditoria para analisar a gestão de Mauricio Assumpção
Com certeza (fará auditoria). Vamos ter que fazer esse processo para entender a situação do clube.


Leia mais no LANCENET!