terça-feira, 10 de março de 2015

Fernandes ganha nova chance como titular, e Roger Carvalho é vetado


Volante treina no lugar de Marcelo Mattos, suspenso, para jogo contra o Tigres. Sassá também é escolhido para substituir Bill, e Roger Carvalho, vetado pelo DM



Depois de uma partida na qual sequer foi relacionado e em outra em que não saiu do banco de reservas, Fernandes ganhou outra oportunidade de ser titular. O volante de 20 anos foi o escolhido para substituir Marcelo Mattos, que cumpre suspensão no jogo contra o Tigres, nesta quarta-feira, às 19h30, no Estádio Nilton Santos, pelo Campeonato Carioca.

O jogador começou 2015 como um dos principais nomes do Botafogo. Recém-promovido aos profissionais, teve boas atuações ao entrar no decorrer dos jogos e teve contrato renovado até o fim de 2017. Mas não manteve o nível quando foi titular e perdeu espaço. Mas o técnico René Simões decidiu dar uma nova chance ao jogador, que venceu a concorrência com Dierson, outra joia da base, de 19 anos.

Botafogo treinou no gramado principal do Engenhão nesta terça-feira (Foto: Gustavo Rotstein)
No ataque, Sassá vai ter sua primeira chance como titular na temporada, substituindo Bill, outro suspenso. Outro formado no clube e que recentemente renovou contrato até o fim de 2016, ele atuou em todas as partidas do ano, mas sempre entrando no segundo tempo.

Cotado para retornar à zaga após cumprir suspensão na derrota para o Fluminense, Roger Carvalho foi vetado pelo departamento médico por causa de dores na panturrilha direita. Assim, o setor será novamente formado por Renan Fonseca e Diego Giaretta.

Jobson não participou do treino no campo principal do Estádio Nilton Santos, na tarde desta terça-feira. O clube informou que o atacante foi poupado e fez um trabalho à parte, mas está relacionado para enfrentar o Tigres. Sem o titular, René Simões treinou a atividade com mais um homem de meio-campo.

O Botafogo deve enfrentar o Tigres com a seguinte formação: Jefferson, Gilberto, Renan Fonseca, Diego Giaretta; Willian Arão, Fernandes, Diego Jardel (Gegê) e Tomas; Jobson e Sassá.

Por Gustavo Rotstein Rio de Janeiro/GE