sexta-feira, 24 de abril de 2015

Com menos medalhões do que em 2013, Marcelo Mattos valoriza René


Capitão do Bota na ausência de Jefferson destaca diferenças do experiente time campeão de 2013 com o atual, exalta luta e afirma: "Merecemos estar nessa final"




Marcelo Mattos é um dos líderes do jovem Botafogo
 de René Simões (Foto: Lucas Loss)
Quando o Botafogo apresentou o elenco para a disputa do Campeonato Carioca de 2015, poucos apostavam em um resultado positivo, muito pela inexperiência dos jogadores. Porém, sob comando de René Simões, as jovens apostas do Alvinegro surpreenderam com a conquista da Taça Guanabara e seguem na briga pelo primeiro título da temporada. Um dos mais experientes do grupo, Marcelo Mattosvive um momento diferente na equipe. Em 2013, o volante esteve ao lado de Seedorf e companhia para levantar a taça do estadual. Hoje, com menos referências no grupo, o jogador exerce papel de liderança e faz questão de destacar a importância do treinador durante todo o período de treinamento.

- Em 2013 tinha Seedorf, Bolívar, Jefferson... Muitos experientes que facilitam essa caminhada. A diferença é que em janeiro tivemos muitos jogadores novos, que estavam se conhecendo e que não conheciam o clube. Então precisou ser feito um trabalho muito forte, um trabalho muito bem feito desde o primeiro dia. Aqui temos jogadores que querem vencer na vida, e isso ajuda muito. Vejo nos olhos deles que querem vencer. Temos um treinador que vem sendo fundamental, uma pessoa especial e muito experiente - analisou.

Comparação dos jogadores mais experientes do Botafogo de 2013 e 2015 (Foto: GloboEsporte.com)

Quanto à falta de confiança de muitos no grupo, Marcelo Mattos não se espanta. Pelo contrário. De acordo com o volante, o momento do Botafogo, rebaixado no Campeonato Brasileiro, faz com que a dúvida sobre a continuidade do trabalho seja constante. Contudo, o capitão da equipe - na ausência de Jefferson - destaca a união dos jogadores e afirma que a luta para chegar até a decisão do estadual faz do time merecedor do título.

- Quando você vê uma equipe com jogadores novos, uma equipe que caiu para a Segunda Divisão, é normal falar que o Botafogo não chegaria a lugar nenhum. Mas nós sempre acreditamos. Nada nos foi dado, sofremos muito na pré-temporada e nos jogos. Merecemos estar nessa final, com certeza. O Vasco também merece. O Botafogo está de parabéns pelo que fez no campeonato. Agora vamos buscar fazer mais dois bons jogos e comemorar.

Botafogo e Vasco se enfrentam neste domingo, às 16h (de Brasília), no Maracanã, pelo primeiro jogo da final do Campeonato Carioca. O Alvinegro joga por dois empates para ficar com o título. 

Em 2013, Seedorf liderou o Botafogo e conquistou o título do Campeonato Carioca (Foto: Satiro Sodré / Agif)



Por Gustavo Rotstein e Igor Rodrigues*Rio de Janeiro
*Estagiário, sob supervisão de Gustavo Rotstein.