quinta-feira, 7 de maio de 2015

Ele parou e voltou a jogar a pedido do filho. Agora é esperança do Botafogo



Vitor Silva / SSPress
Daniel Carvalho não aguentou o peso das críticas recebidas e, já com a vida financeira bem estabelecida, encerrou a carreira com 30 anos. Quase dois anos depois, um pedido do filho o fez repensar a decisão. As portas do Botafogo se abriram e o jogador conseguiu convencer a diretoria. Mais que uma nova oportunidade na profissão, o apoiador virou esperança do Alvinegro para a Série B, que se inicia nesse domingo.

O sobrepeso, motivo de tantas críticas antes da aposentadoria, já não preocupa mais. Visivelmente mais magro, Daniel Carvalho conseguiu mostrar a velha categoria, que o deixou entre as principais promessas do país quando surgiu no Internacional, em 2001. Após assinar até o fim do ano, o apoiador já fez a estreia pelo Botafogo. E que estreia. Marcou o gol da vitória do Alvinegro sobre o Capivariano, no jogo de ida, pela segunda fase da Copa do Brasil.

Se o rendimento na estreia não foi dos melhores, apesar do gol, o mesmo não se pode dizer da segunda aparição do jogador no Botafogo. Novamente contra o Capivariano, Daniel Carvalho entrou no intervalo e comandou o meio de campo. Com disposição, ele parecia querer provar o quanto evoluiu fisicamente. Além disso, cruzou na medida para o terceiro gol do Alvinegro, marcado por Luis Ricardo.

"Joguei 25 min no primeiro jogo e esse fiquei um pouco mais em campo, o segundo tempo todo. Vamos evoluindo. Quero melhorar ainda mais. Brasileiro da Série B é longo, difícil. Sei que vou ajudar o Botafogo", resumiu o apoiador, que foi muito elogiado pelo técnico René Simões.

"Estou impressionado. O Daniel evoluiu muito. Ele é diferenciado. A bola chega nele e ela morre nos pés dele. O controle dele foi sensacional. Fez até a equipe marcar melhor, pois soube orientar. Um verdadeiro maestro, com voz de comando. A referência do elenco é o Jefferson e ninguém vai mudar isso. Mas pode ser um reforço muito importante. Não gosto de garantir posição, mas é um jogador muito interessante. Diferenciado", comemora René Simões.

Para ter um Daniel Carvalho em plenas condições físicas, o Botafogo acredita que precisará de mais uns oito jogos. Neste temo, ele deverá ser reserva, o que já ocorrerá neste sábado, contra o Paysandu, na estreia da Série B, no Mangueirão. A torcida já está animada, afinal o apoiador marcou na estreia e deu uma assistência no segundo jogo.

Bernardo Gentile
Do UOL, no Rio de Janeiro