quarta-feira, 27 de maio de 2015

Elvis se firma como titular e agarra 2ª chance no Bota: "Poderia ser a última"


Em mais uma passagem pelo Alvinegro, meia ganha oportunidades após um início de ano apagado e afirma: "Era um sonho jogar aqui. Acho que estou aproveitando bem"




Cavalo selado não passa duas vezes? No caso de Elvis, passou. Após um início apagado em sua segunda oportunidade no Botafogo, o meia ganhou uma chance na reta final do Campeonato Carioca. E nem mesmo uma lesão que o afastou por um mês dos gramados acabou com seu status de titular.

Recuperado de lesão na semifinal do Carioca, Elvis foi titular nos últimos dois jogos do Botafogo (Foto: Marcelo Baltar)
Aos 19 anos, Elvis foi contratado em 2010 por um ano de empréstimo junto ao Paraná e integrado aos juniores. Existiria, na ocasião, a promessa de que ele fosse promovido ao time de cima na volta de um torneio na Holanda. Na Europa, o Botafogo foi campeão, e Elvis, artilheiro. Ao retornar ao Brasil, porém, as coisas não saíram como planejado: o meia voltou ao time paranaense e repassado ao Benfica, de Portugal. A nova oportunidade surgiu em 2015, a pedido de René Simões. Mais maduro, aos 24 anos, não deixou o cavalo selado ir embora de novo.

- Era um sonho jogar no Botafogo. Eu já tinha passado por aqui mais novo. A oportunidade já tinha passado uma vez e poderia ser a última. Acho que estou aproveitado bem, fazendo um bom trabalho e ajudando o Botafogo a retornar à Série A, o que é mais importante - comemorou.

O espaço, no entanto, foi conquistado com muito trabalho. No início do ano, Elvis não recebeu oportunidades. A estreia ocorreu somente na 13ª rodada da Taça Guanabara, em clássico contra o Vasco, no dia 29 de março. Mais tarde, conquistou seu espaço e marcou o gol do título da Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca (veja no vídeo abaixo).




- O Elvis é um jogador que subiu muito desde a pré-temporada, em Várzea das Moças. É impressionante a modificação dele como atleta. Ele era disperso. Agora é um jogador agressivo, que confia no taco dele - elogiou o técnico René Simões.

Apesar dos elogios do treinador e da confiança da torcida, Elvis sabe que a concorrência no meio de campo do Botafogo é grande.

- É bom ter concorrência, assim você não pode relaxar. Sabendo que vários jogadores estão querendo oportunidade. O bom é está sendo uma competição sadia. Todos se ajudando e querendo ajudar o Botafogo. Com isso, o Botafogo só tem a ganhar – frisou Elvis.

Por Marcelo Baltar Rio de Janeiro/GE