quarta-feira, 27 de maio de 2015

Pimpão se desculpa após expulsão: "Não vou mais cometer esse erro"


De volta ao time titular contra o Vitória, atacante do Botafogo admite que falhou ao levar cartão vermelho infantil e promete corrigir comportamento





Rodrigo Pimpão em treino do Botafogo nesta quarta: 
aprendizado com erros (Foto: Vitor Silva/SSPress)
A expulsão infantil na goleada por 4 a 1 sobre o CRB obrigou Rodrigo Pimpão a ouvir um sermão de René Simões. No entanto, o atacante recuperou sua vaga após cumprir suspensão automática contra o Atlético-GO e foi escalado para enfrentar o Vitória, neste sábado. Não sem antes pedir desculpas a todo o grupo e prometer que este episódio não vai mais se repetir.

- Não é algo do meu feitio, foi a primeira vez que fui expulso daquela maneira. Não sei como explicar, foi uma reação rápida porque o lateral era nosso. Não vou apagar totalmente a partida, porque estava jogando bem. Mas não vou mais cometer esse erro - garantiu.

Melhorar a questão disciplinar dentro de campo é um dos objetivos que Rodrigo Pimpão busca desde que chegou ao Botafogo. O atacante admite que esta é uma preocupação, mas destacou que o episódio da expulsão contra o CRB serviu como uma espécie de divisor de águas nesse processo.

- Quando cheguei, o René pediu para eu tomar menos cartões do que no ano passado, apesar de não ter sido expulso. Coloquei na cabeça que evitaria, mas sei que tenho que me controlar em relação a isso. É um aprendizado. Espero não cometer mais esse erro, porque acaba me prejudicando e prejudica minha equipe. Além disso, o treinador não gosta - disse.





Em treino realizado na manhã desta quarta-feira, Rodrigo Pimpão voltou a atuar entre os titulares, formando dupla com Bill. Marcelo Mattos, recuperado de dores musculares, e Carleto, poupado contra o Atlético-GO, também voltam ao Botafogo diante do Vitória, neste sábado, no Estádio Nilton Santos.

René Simões comandou o treinamento com o seguinte time titular: Jefferson, Gilberto, Renan Fonseca, Diego Giaretta e Carleto; Marcelo Mattos, Willian Arão, Daniel Carvalho e Elvis; Rodrigo Pimpão e Bill.

Por Gustavo Rotstein Rio de Janeiro/GE