sábado, 6 de junho de 2015

Dupla multifunções brilha com gols e mostra competência defensiva


Na primeira vez em que marcam gols na mesma partida, Rodrigo Pimpão e Bill auxiliam Botafogo em outras tarefas em vitória sobre o Mogi Mirim






Rodrigo Pimpão abriu o caminho da vitória com seu terceiro gol na Série B, consolidando-se como o artilheiro do Botafogo na competição. Bill reencontrou a rede após quatro partidas de jejum e praticamente decretando mais um triunfo no Estádio Nilton Santos. Mas na última sexta-feira a dupla de ataque não chamou a atenção somente pela eficiência ofensiva nos 3 a 0 sobre o Mogi Mirim. Também mostrou-se importante nas funções defensivas.

Durante os quase 75 minutos em que esteve em campo, Bill foi além da busca pelo gol. Aliás, o atacante teve apenas uma finalização, mas terminou sua participação na partida contra o Mogi Mirim com duas roubadas de bola e um desarme. Já Rodrigo Pimpão, que atuou os 90 minutos, fez uma roubada de bola e cometeu duas faltas – sem sofrer nenhuma –, o que pode ser visto como consequência da necessidade de marcar o adversário.

Com um gol cada, Rodrigo Pimpão e Bill abriram a vantagem da nova vitória alvinegra na Série B (Foto: Vitor Silva / SSPress)

Segundo René Simões, o comportamento da dupla de ataque titular é resultado de uma orientação específica, mas trata-se de algo inserido no contexto da equipe alvinegra como um todo. Para o treinador, nenhum atleta tem funções restritas.

- Não estamos mais jogando por posição, mas por função. Se eu tenho a oportunidade de ocupar espaço, por que ficar preso à posição? O volante pode ir na área se está protegido atrás. Bill e Pimpão têm que ajudar a compactar o time com um retorno rápido e fazem isso muito bem. O jogador precisa ver onde está e executar a função - explicou.

Pimpão é só amor no Botafogo (Foto: Dhavid
Normando/Futura Press/Estadão Conteúdo)
No entanto, René sabe que os atacantes são cobrados pelos gols. Principalmente Bill, centroavante da equipe, que voltou a marcar no último sábado após quatro partidas em branco. Artilheiro do Botafogo na temporada, com 11 gols, o jogador desencantou e deixou o técnico satisfeito.

- Bill é um belo jogador, que trabalha bastante e ajuda, é um cara de grupo. O centroavante vive disso. Quando cheguei ao Fluminense (em 2008), o Washington Coração Valente estava angustiado porque há muito tempo não fazia gol. Mas eu disse para ele ter calma porque seria o artilheiro, e realmente foi. O Bill tem muitas chances de gol pela forma como o Botafogo joga. Foi legal ele ser aplaudido quando saiu de campo - observou René Simões.

Na última sexta-feira, Rodrigo Pimpão e Bill marcaram pela primeira vez um gol cada numa mesma partida, no 12ª jogo em que formaram a dupla de ataque titular do Botafogo.

Os companheiros festejaram muito o gol de Bill (Foto: Vitor Silva / SSPress)


Por Gustavo Rotstein Rio de Janeiro?GE