segunda-feira, 20 de julho de 2015

Bota desmancha time, perde artilheiros e lança desafio a novo treinador


Goleador na Série B, Pimpão fez seu último jogo neste sábado. Atleta é o 2º que mais marcou no ano, atrás de Bill e à frente de Jobson, ambos que também foram embora




Há pouco mais de dois meses, o torcedor botafoguense via em campo Gilberto, Marcelo Mattos, Bill, Rodrigo Pimpão, e René Simões à beira do campo... Jobson, que marcou gols e foi importante na caminhada para o vice-campeonato carioca, havia deixado o time poucos dias, devido à punição da Fifa. Hoje, o panorama é diferente. Seis atletas deixaram o clube - além dos citados, Airton, volante reserva, não teve seu contrato renovado ao término de sua validade -, fora o treinador. Por ora, quem comanda a equipe é o interino Jair Ventura, e a diretoria busca um novo técnico. O nome de momento é Ricardo Gomes, mas Doriva e Marquinhos Santos também foram procurados. Quem assumir, terá um desafio pela frente: reencontrar peças e formar um novo time para chegar ao título da Série B.

Botafogo vice Carioca:
Renan; Gilberto, Renan Fonseca, Giaretta e Carleto; Marcelo Mattos, Willian Arão, Luis Ricardo e Tomas; Pimpão e Bill. Técnico: René Simões

Bota x Náutico, último jogo:
Jefferson; Luis Ricardo, Renan Fonseca, Giaretta e Carleto; Dierson, Fernandes, Gegê e Octávio; Pimpão e Luis Henrique. Técnico: Jair Ventura

Da equipe que surpreendeu e empolgou a todos e conquistou o segundo lugar no Campeonato Carioca - perdeu as finais para o Vasco - ao time que provocou desconfiança nas últimas rodadas da Série B e na eliminação da Copa do Brasil para o Figueirense - foram três jogos sem vitória e sem balançar a rede. A vitória contra o Náutico, neste sábado, por 1 a 0, gol de Lulinha, marcou a despedida de Rodrigo Pimpão, o sexto jogador a deixar o Botafogo desde o Carioca. Antes, deixaram o clube Jobson, Mattos, Bill e Gilberto, todos titulares, além do reserva Airton.

Rodrigo Pimpão, Bill, Marcelo Mattos, Jobson e Gilberto: titulares deixaram o clube nos últimos 2 meses (Foto: Divulgação)

Além da titularidade, os jogadores contavam com números importantes. Bill, por exemplo, deixou a equipe no fim de junho como artilheiro da temporada: 11 gols. Pimpão é o vice-artilheiro do ano, com nove, e é o maior goleador da Série B, com sete. Jobson, que também saiu devido à acusação de ter se recusado a fazer exame antidoping quando defendia o Al Ittihad, da Arábia Saudita, em 2014, vem logo atrás: conta com seis gols no ano, tendo disputado apenas o Campeonato Carioca.

A equipe que se construiu titular no começo de 2015 foi-se desmanchando. Praticamente metade de seus nomes não vestem mais a camisa alvinegra. E é preciso buscar novas alternativas. Contra o Náutico, Jair Ventura encontrou-as na base. E foi vitorioso. Mais: agradou o presidente Carlos Eduardo Pereira, que vinha com críticas ao trabalho de René Simões.

Jogaram neste sábado: Jefferson; Luis Ricardo, Renan Fonseca, Diego Giaretta e Thiago Carleto; Dierson (base); Fernandes (base); Gegê (base) e Octávio (base); Rodrigo Pimpão (em sua última atuação) e Luis Henrique (base). Ainda entraram ao longo da partida Sassá e Diego, ambos também oriundos da base, e estavam no banco Mauro Gabriel, Jean, Emerson e Vinícius Tanque. Esse último é artilheiro do Carioca Sub-20, com 21 gols, mesmo número de Lohan, do Friburguense

Vamos nos preparar, preparar outros jogadores. Hoje (sábado) já foi mostrado que o Botafogo tem um time de base muito bom. Com certeza vamos achar outro jogador para substituí-lo (Pimpão)".

Luis Ricardo, lateral-direito


Para o lateral-direito Luis Ricardo, a saída dos atletas acaba deixando uma lacuna na equipe. Porém, acredita que o Botafogo tem material humano o suficiente entre os juniores para ajudar o grupo no restante da temporada.

- Uma perda grande (a saída de Pimpão). A gente que está no futebol sabe que, quando acaba se destacando demais, outros times vêm e levam, não querem nem saber. E acaba deixando uma lacuna aí. Mas vamos nos preparar, preparar outros jogadores. Hoje (sábado) já foi mostrado que o Botafogo tem um time de base muito bom. Com certeza vamos achar outro jogador para substituí-lo - disse.

Luis Henrique, que vem se destacando na equipe após marcar logo dois gols em sua estreia, contra o Sampaio Corrêa, pode vir a ser um problema também ao Botafogo mais à frente. O técnico da seleção brasileira sub-17, Carlos Amadeu, gosta muito do atleta e pretende levá-lo para o Mundial da categoria em outubro. Caso seja convocado, ficará cerca de um mês fora.

A diretoria do Botafogo não está parada, mas encontra dificuldades financeiras para conseguir repor as saídas à altura. Nesta semana, serão apresentados os uruguaios Alvaro Navarro, centroavante, e Gonzalo Bazallo, volante. Serginho, que também é volante e estava no Guarani, deve ser mais um reforço. Embora ainda não tenha assinado contrato - o que deve ocorrer na terça-feira -, há um acordo verbal entre as partes.


Em busca de um novo técnico, o Botafogo trabalha com o interino Jair Ventura. A reapresentação da equipe acontece na terça-feira, às 15h, no Estádio Nilton Santos. Não há jogo no meio da semana. O próximo desafio é sábado, contra o Bahia, na Fonte Nova, em Salvador, às 16h30 (de Brasília). O Alvinegro é líder da Série B, com 27 pontos.


Por Jessica Mello Rio de Janeiro/GE