quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Andarilho, Serginho se firma com Gomes e planeja fincar raízes no Bota


No 12º clube da carreira, volante, que caiu nas graças de Ricardo Gomes, traça duas metas neste ano: levar o Alvinegro à Série A e estender seu contato com o clube



Serginho é uma espécie de andarilho do futebol brasileiro. Aos 26, jogou em quase todas as regiões do país. O currículo é extenso. Décimo segundo clube do volante, o Botafogo, no entanto, não é só mais um número para o atleta, que aponta a oportunidade no Rio de Janeiro como a grande chance na carreira.

- Passei por vários clubes, mas o Botafogo, com certeza, é o maior, com mais nome. Vejo essa chance como uma oportunidade que Deus me deu de mostrar o meu trabalho e jogar em um grande clube, com uma grande vitrine. Tenho contrato até 28 de novembro. O primeiro objetivo é trabalhar para colocar o Botafogo na Série A. Mas quero ficar. Espero renovar e quem sabe disputar o Campeonato Carioca, que é uma competição que sempre acompanhei - disse Serginho, que não tem vínculo com nenhum outro clube.

Serginho tem contrato até o fim da Série B (Foto: Vitor Silva / SSPress)

O início é promissor. Apesar da timidez, Serginho estreou contra o Santa Cruz e não deixou mais o time. Com Ricardo Gomes, tornou-se titular e assumiu a camisa 5, que andava sem dono desde a saída de Marcelo Mattos. Antes dele, Diego Giaretta e Diérson foram testados na posição.


- Foi tudo muito rápido. Vim para buscar meu espaço, e recebi essa oportunidade. Todos me receberam muito bem. Isso ajuda na adaptação. É muito bom vestir essa camisa que foi do Marcelo Mattos, um jogador importante aqui no Botafogo. O Ricardo Gomes é um excelente treinador e uma excelente pessoa. É um cara que dá atenção a todos no grupo.


Natural de Teresina, Serginho iniciou a carreira no River-PI. Depois passou por Náutico, Murici,São Caetano, América-RN, ABC, Tombense, Brasiliense, Marcílio Dias, Caldense e Guarani até chegar ao Botafogo. 

Por Marcelo BaltarRio de Janeiro/GE