terça-feira, 25 de agosto de 2015

Com plantio concluído, General Severiano ficará pronto em outubro


Daqui a cerca de dois meses, decisão de voltar a treinar na sede do Botafogo vai ficar a cargo do departamento de futebol





O Botafogo aposta no Caio Martins como a sua casa no período em que o Estádio Nilton Santos estiver entregue para a disputa das Olimpíadas de 2016. Mas ainda neste ano o Alvinegro deverá reencontrar mais um campo que faz parte de sua história. Está previsto para outubro o fim do processo de preparação da grama natural de General Severiano. Assim, a equipe voltará a ter condição de fazer treinos regulares em sua sede social.


- O plantio do gramado está finalizado e deve estar pronto no fim de outubro. A partir de então, fazer treinos em General Severiano vai depender do departamento de futebol - explicou o presidente do Botafogo, Carlos Eduardo Pereira.

Gramado de General Severiano atualmente: perto das condições ideias para receber o time (Foto: Divulgação)

General Severiano passou a ser polêmica no Botafogo no ano passado, quando a diretoria, ainda sob o comando de Maurício Assumpção, decidiu retirar a grama natural e substituir pela sintética. Na ocasião, foi assinado um contrato com uma empresa que ficaria responsável por transformar o espaço em uma área de lazer, com bares e possibilidade de aluguel para peladas, além da utilização das escolinhas do clube.


Um grupo de conselheiros contestou a medida e chegou a acionar Maurício Assumpção na Justiça. O então presidente rompeu o contrato com a empresa, e durante as eleições presidenciais, a chapa de Carlos Eduardo Pereira garantiu que o gramado natural voltaria a General Severiano. A promessa foi cumprida no fim do primeiro semestre de 2015.


A intenção do Botafogo é que a equipe profissional volte a usar a sede principalmente para treinos físicos e, eventualmente, algumas atividades prévias a jogos. A ideia é reaproximar a torcida dos atletas – já que os treinos no Engenhão são fechados ao público – e valorizar o associado. Além disso, a diretoria tem o planejamento de criar a estrutura para que futuramente sejam disputados alguns jogos das categorias de base no local.


Por Gustavo Rotstein Rio de Janeiro/GE