domingo, 2 de agosto de 2015

Grupo tira responsabilidade de jovens por má fase e confia em reação


Jogadores mais experiente lembram mudanças no grupo do Botafogo e ressaltam qualidade das pratas da casa




Luis Henrique e Octavio: crias base sem responsabilidade
 por tropeços, avalia grupo (Foto: Vitor Silva / SSPress)
Nas últimas três partidas o Botafogo começou com, no mínimo, cinco titulares oriundos de suas divisões de base. A coincidência com três empates – sendo que dois em casa – criou uma grande insatisfação na torcida, apesar da permanência na liderança. Dessa forma, os mais experientes fizeram questão de saírem em defesa dos mais novos, que, hoje, formam a base de uma equipe que sofreu modificações desde o início da competição.


- Claro que tem que ter a cobrança da torcida. O Botafogo precisa voltar à Série A. Mas o time tem muitos jogadores jovens. Nós os mais velhos assumimos a responsabilidade para deixarmos os mais novos tranquilos. Eles vão nos ajudar - garantiu o lateral-esquerdo Carleto.


Outro representante da ala dos experientes, apesar de ter 25 anos, Diego Jardel destacou que o Botafogo ainda busca o melhor entrosamento após a saída de titulares como Gilberto, Marcelo Mattos, Rodrigo Pimpão e Bill, todos substituídos por atletas mais jovens.


- Peças importantes saíram, mas os jovens estão nos ajudando. A responsabilidade não é deles. É minha e dos outros mais velhos. Agora com mais tempo para o Ricardo Gomes trabalhar, com certeza vamos render mais - apostou o meia.

Por Gustavo Rotstein Rio de Janeiro/GE