terça-feira, 22 de setembro de 2015

Botafogo assina termo para voltar a mandar jogos no Estádio Caio Martins


Sem o Estádio Nilton Santos em parte de 2016, por conta da Olimpíada, Glorioso voltará ao "caldeirão" de Niterói. Nova arena terá 20 mil lugares; veja possíveis datas de abertura



Arquibancada desta imagem dará lugar a
'tobogã' maior. Outros dois 'tobogãs' ficarão
 atrás dos gols (Foto: Cleber Mendes/L!Press)
O Estádio Caio Martins será o lugar de todo alvinegro durante parte de 2016. Em evento realizado nesta terça-feira, em Niterói (RJ), o Botafogo e a Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude assinaram o termo de cooperação para a revitalização da arena. Desta forma, o Glorioso mandará seus jogos do Campeonato Carioca-2016 e parte do próximo Brasileiro na Cidade Sorriso. Os passos seguintes a serem dados pela diretoria alvinegra são apresentar para a imprensa o projeto do estádio e o plano de captação de recursos para a obra.

A reestreia do Botafogo no Caio Martins poderá ser na primeira semana de fevereiro (dia 3 ou 4), contra a Portuguesa, ou mesmo antes (30 ou 31 de janeiro), quando o time inicia sua caminhada na competição estadual diante do Bangu – duelo no qual, em tese, o adversário é o anfitrião. A volta ao antigo "caldeirão" foi uma alternativa encontrada pelo Alvinegro, que terá de entregar o Estádio Nilton Santos em novembro deste ano ao Comitê Olímpico Internacional (COI) para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016.

As obras - que custarão em torno de R$ 12 milhões - ainda não têm data para começar. Porém, quando o Glorioso pisar no gramado niteroiense 12 anos depois de sua despedida (uma derrota para o Corinthians, pelo Campeonato Brasileiro), tudo não estará igual como era antes. Três "tobogãs" (dois atrás dos gols e um frontal) elevarão a capacidade do estádio de 12 mil para 20 mil pessoas. Além disso, a área social terá dado lugar a camarotes. Toda essa mudança concluirá o processo de reforma do Caio Martins, que já conta com o recém-trocado gramado.

Em seu discurso, no cerimonial desta terça-feira, o presidente do Botafogo, Carlos Eduardo Pereira, agradeceu a oportunidade concedida por Niterói.

- O Botafogo hoje tem um orgulho muito grande. Orgulho de um filho que volta para casa. O Botafogo também, como bom filho, entendeu que voltava para uma Niterói diferente, grande, com maior poder de investimento. O projeto é em fases. Não sei se seremos capazes de realizar todas elas imediatamente, mas estamos buscando. Posso dizer a Niterói um muito obrigado, pois, como disse o Bruno (Souza), não estamos sozinhos nessa - disse o mandatário do Botafogo.

A ideia de união foi ressaltada pouco antes pelo secretário de esporte e lazer de Niterói, Bruno Souza. O ex-jogador de handebol e medalhista pan-americano pegou no embalo de "You'll Never Walk Alone", de Richard Rodgers e Oscar Hammerstein II, para deixar claro o apoio ao clube.

- É um enorme prazer estar anunciando uma parceria que começou com um enorme diálogo. Ter grandes eventos em Niterói sempre foi um sonho para o niteroiense. O Caio Martins é uma joia da cidade. Se em algum lugar da história ou do seu hino, o Botafogo é uma estrela solitária, aqui não. Aqui vocês podem ter certeza de que nunca estarão sozinhos - afirmou.

Já o prefeito da cidade, Rodrigo Neves, destacou o bom diálogo com a diretoria alvinegra e afirmou que a prefeitura vai contribuir com os custos da reforma.

- Nossa conversa foi sempre boa, desde o início. Vou até confessar: até os 12 anos de idade eu era vascaíno - revelou o agora flamenguista prefeito, antes de completar: - Sou prefeito de todos. Acho que é um dia muito especial. Estou muito feliz. O projeto ficou pronto na semana passada e nós vamos investir 600 mil reais da prefeitura. Então, vamos fazer a reforma do ginásio juntos. O Botafogo vai trazer visitantes para Niterói.

No fim de agosto, em reunião com o presidente do Botafogo, o prefeito de Niterói fez três pedidos ao clube. O primeiro é para que o Alvinegro não implante qualquer projeto imobiliário na área do Caio Martins. A outra exigência diz respeito a uma parceria do Glorioso com o Canto do Rio. Por fim, a Prefeitura espera que não ocorra caos no trânsito da cidade durante os jogos e conta com o clube para um ordenamento urbano no entorno do alçapão.

CAIO MARTINS TAMBÉM SERÁ CASA DE CLUBE DE NITERÓI

Quem também se beneficiará com a medida é o Canto do Rio. O tradicional clube de Niterói vai disputar a Série C do Carioca no ano que vem, depois de ficar um longo período afastado do futebol profissional, e usará o espaço em seus compromissos. Outra ajuda do Alvinegro ao Alvianil será o empréstimos de atletas.

- Temos um esboço e nele está justamente esse empréstimo de jogadores. Vamos procurar a CDL, Ampla, Águas de Niterói... - garantiu o presidente do Canto do Rio, Rodney Melo.

FOTOS: Confira imagens históricas do Estádio Caio Martins

























Caio Martins na Série B de 2003 (Foto: Reprodução)

Patrick Monteiro - LANCENET!