quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Botafogo decide pagar renovação de Arão, mas cláusula rende polêmica


Alvinegro está determinado a depositar quantia que garante contrato de três anos, mas termo de permanência automática ainda é questionado




Renovação de Willian Arão é polêmica no
Botafogo (Foto: Vitor Silva / SSPress)
O Botafogo estabeleceu Willian Arão como seu principal alvo de renovação para a próxima temporada e nos últimos dias avançou nesse sentido. A diretoria decidiu que vai depositar os R$ 500 mil que constam no atual contrato e, assim, garantir a permanência do volante até o fim de 2017. O jogador vem sendo assediado por outros clubes, que ofereceram salários maiores, mas o Alvinegro pretende fazer valer todas as cláusulas do acordo que é válido até o fim de novembro deste ano.


Segundo algumas pessoas do Botafogo, tem sido complicada a negociação com Flávio Arão, pai de Willian, que recentemente tomou a frente da gestão da carreira do filho. Agora, o clube está decidido passar por cima desse problema de forma simples: pagar o valor determinado e garantir a renovação automática.


- Está difícil até falar por telefone com o pai do Arão. Então vamos fazer o pagamento e pronto - afirmou uma pessoa que acompanha o desenrolar da história pelo lado do Botafogo.


O dinheiro a ser pago sairá dos cerca de R$ 4,6 milhões recentemente depositados pelo Olympique de Marselha, na França, como primeira parcela pela compra do zagueiro Dória, no ano passado. No entanto, o clube evita falar sobre este recurso por temer penhoras.


A não ser que haja um acordo paralelo, a renovação automática com o Botafogo fará Willian Arão receber um salário abaixo daqueles que vêm sendo oferecidos por outros clubes. O volante vai fechar o ano recebendo R$ 40 mil do Alvinegro, e o acordo prevê que ele receba aumento de R$ 20 mil a cada ano do novo contrato.


Outras pessoas que acompanham o caso julgam que não será tão simples para o Botafogo. Alguns avaliam que a tal cláusula da renovação automática não teria mais validade. Essa análise estaria sendo feita também por Willian Arão, por parte de advogados. O cenário atual mostra que o futuro de um dos principais nomes do Botafogo na temporada pode ser decidido de forma tranquila, como também não está descartado algum tipo de litígio.

Por Gustavo Rotstein Rio de Janeiro/GE